quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Ê,o flor chegou/o flor chegou...

O título desta postagem é um fragmento  do cortejo da Cia Flor do Sertão.
Cantamos e dançamos um pouquinho dele na rua,de uma esquina até o Círculo Operário,onde aconteceu as oficinas. Num período de dois meses,com encontros semanais,sempre nos finais de semana. Nos turnos matutino e vespertino.
De 09 de Outubro a 05 de Dezembro aconteceu a 2° Oficina de Teatro da Cia Flor do Sertão,no Círculo Operário de Penedo.
Então,numa certa tarde de Sábado resolvi ir até lá,curiar e ver como é ser atriz. Participar da oficina é ter uma noção básica de como é preparar o corpo e a mente para atuar.
Meu principal objetivo foi perder o medo de falar em público e, também,melhorar o uso da minha voz ao recitar meus poemas. E não somente os meus.
Em breve teria o lançamento de Poetizar Pra Variar (que aconteceu no dia 01 de Dezembro do corrente mês),fui muito bem acolhida e passei a fazer parte da lista dos alunos da oficina.
A gente se divertiu muito. Sem deixar de atentar para os ensinamentos dos oficineiros,claro.
Ficou o gostinho da saudade e o desejo de fazer um curso de teatro. Mergulhar fundo na arte de imitar a vida. E ressignificar a vida.
Abaixo,algumas imagens das apresentações do encerramento.
Interpretei um corenel,do texto O rapto das cebolinhas de Maria Clara Machado. Apenas um fragmento,onde o coronel resolve ir até a cidade contratar um deteive.
Para visualizar as imagens do encerramento basta acessar penedoemfoco.com.br e pode deixar seu comentário,se quiser.
E para saber mais da Cia Flor do Sertão vá lá no Instagram e confira um pouco do trabalho lindo que eles fazem, aqui @ciaflordosertao.
da esquerda para a direita: Linda (Camaleão Alface),Letícia (Maneco),Valdelice (coronel) e Bruna que aparece vestida como Aurora de outra interpretação,mas ela fez Lúcia,a neta do coronel.

um clique com todos os alunos exibindo os certificados

oficineiros e convidados, momento registro da atividade

Emanuel (Painho) nos ensinando a respirar e a ocupar os espaços no palco. Grande pessoa e ator de grande porte.

Uma das aulas com o fonoaudiólogo  Caio

o cortejo do flor,até houve quem parasse para nos olhar

sábado, 4 de dezembro de 2021

Ângulo


De que ponto olha a cidade,
de qual lado da rua?
A luz é natural ou artificial?
Qual o seu estado emocional
ao percorrer toda a extensão?

Sua vista é de cima
ou de baixo?
A cidade parece calma?
Que cheiros são sentidos?
O que ficou despercebido?

Há sempre algo que a vista
não alcança
O que está oculto influencia?
Onde vive a desesperança?
Há sempre um ponto
onde a luz brilha intensamente
O seu olhar percebe o igual
ou o diferente?

A visão de hoje 
Não será a mesma amanhã
A paisagem se altera
A vida não espera

As direções mudam
A velocidade também
O que você não viu?
O que você não quis ver?

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Reajustes




TÁ CHEGANDO A HORA!

Vamos de poesia? Dia 01/12 estarei lançando meu primeiro livro, um poemário que reúne algumas de minhas produções no último anos!
Terá transmissão pelo Instagram.

Então,bora ou vamos?

Não esqueça a MÁSCARA e o CARTÃO DE VACINA!

Este projeto foi executado através dos recursos da Lei Aldir Blanc, com repasse da @prefeituradepenedo e @culturapenedo.

Produção: CRUA ( @alleosanto )

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Não...ainda!



Ainda não posso
Mas quero tanto falar
das cores dos significados

Ainda não!
Não é hora ainda
Logo saberão do começo
Nele está explicado
Alguns ou muitos erros

Tudo começou nele
E dele partiu para
o mundo
foi tudo tão inusitado!
Tudo parecia tão
sem graça…
Não para mim
Lá é onde dou vida
às outras dentro de mim

Tentaram me fazer desistir
Fazer o quê?
Sou nua
minha poesia é crua

Poetizo pra variar
não os culpo
Por não saber compreender
Meus diversos
modos de comunicar
Minhas formas
doidas de expressar
a vida e falar
dos sentimentos

Não,ainda não é o momento!
Logo descobrirão
Ao ler o meu poetizar
Quem sabe,assim,entenderão
que o coração
Bombeia emoções
porque elas o fazem pulsar.

© Valdelice Nunes
Poetizar pra variar
Capa: Alenilton Silva
#cruaeditora

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Vidas


Ela viveu pouco
Eles bebem água
do esgoto para sobreviver

Eles moram sob lonas
Ela conheceu algumas 
Partes do mundo
Falou outro idioma

Estranhamente
Convivemos com absurdos
Nos fazemos cegos
Vivemos completamente mudos

Ela canta e encanta
Eles perderam todos
Os encantos
Nem percebem que 
Estão na contra-dança
Com a desesperança

Ela morreu ainda tão nova!
O tempo de cada vida
Ninguém tem a resposta

Eles esperam nascer
Esperam sobreviver
No mundo que 
Não os deixam crescer.




#PEGAEDITORA_ANGOLA
|imagem: flor da morte - Pinterest|

quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Eternizada



Fala-se em última morada
Eu vejo diferente
Quem se foi continua 
Onde sempre esteve
E, durante o tempo que ela
esteve aqui…
A vi sofrer,a vi lutar
sem deixar-se contaminar
pela maldade
A gente riu muito
Depois de tantas tempestades

Ela jamais saiu daqui
Está em cada centímetro
da casa
Hoje revi alguns vídeos
Músicas que a gente gosta
e outras,que por causa dela,
comecei a ouvir

Vimos tantos filmes
programas de televisão...
Com ela, assistir era outro nível
ela mergulhava na história
Reproduzia as emoções

Sinto falta dela
todos os dias
A vi sofrer muito
Por isso,lembro do melhor
dos momentos que a ouvir sorrir
das palavras de firmeza
Do rosto de quem não teve
tantas oportunidades
E,mesmo assim
soube espalhar amor, compreensão
Fez valer cada letra
da palavra DOAÇÃO.


Para minha mãe,Creuza Maria

terça-feira, 26 de outubro de 2021

Versos pelo caminho...



Sonho com um lugar
Cheio de poesia
Ela alimenta minh'alma
Corre em mim
feito um rio de palavras
Que contorna as margens
com fortes correntezas
Arrasta tudo à sua frente
lava a dor e as tristezas

Sonho com esse lugar
sinto ele parte de mim
As palavras brotam na alma
por todo o meu sangue se espalha
Deixa minh'alma nua

Ela me segue…
Está em cada beco
se espalha pelas ruas
Agora sou o sonho
materializado em cada verso
Rimando o cantar da passarada
vou contornando a vida
Na direção do sol
reinvento as estradas


<imagem> Pinterest

sábado, 16 de outubro de 2021

CROMO(S)SOMOS


Somos cromatina condensada

Somos a mistura de todas as cores

Gente matizada


Não somos todos iguais

Somos informações hereditárias

Podemos explicar síndromes

e mutações raras


Somos escala monocromática

A mesma cor intensificada 

pelo preto ou pelo branco

reflete a nossa tonalidade


Somos a resposta do meio ambiente

Somos reflexos da luz

Somos o que diz o genoma

Somos aquilo que as interações

nos condicionam



Somos cromáticos

ascendentes e descendentes

Somos somáticos





|imagem: Pinterest|

terça-feira, 12 de outubro de 2021

À Deriva



O vento leva meu barco
A vida a está a nos afastar
O acaso parece dominar

Navego em águas tranquilas
Esperando em ti aportar
À deriva irei te encontrar

Quando a superfície é calmaria
O não visível é inavegável
Não se conhece a profundidade

Tempestades de emoções
Alagam meu coração
Fazem minha razão afundar.


|imagem: @fanny.ilustra|

domingo, 3 de outubro de 2021

NA LAGOA

Isabel Sango é jornalista, palestrante e membro da A.J.E.A - Associação dos Jovens Escritores de Angola



 

Lá no fundo de casa
tem uma lagoa
Nela voam insetos
pássaros
borboletas
Lá voam ideias
que nascem
da minha cabeça
Lembranças de um tempo
de interação boa
Eu e a natureza
Vivi alheia ao mundo
que só magoa

tem sabor de recordação
da infância que tive
Sem celular
Sem luxos
A gente era pura criação
Cada flor era um continente
com reis e rainha
No meu reinado de justiça
Rainha Cloby
ao mundo sorria

Os grilos brilhando na noite
 fãs que corriam
atrás de mim
Como era bom imaginar
se encantar 
com a arte
que aos poucos
em mim percebi.


sábado, 25 de setembro de 2021

Sacerdócio



Amar é um sacerdócio sem igreja
É ir além das certezas
É olhar além do aparente
É um agir indolente

Não fica apenas nas palavras
O amor é a jornada
Por íngremes estradas

Mesmo que não o busque
Ele te encontrará
E no destino pousará
As escolhas são o guia
A fé é o caminho
É o amor em ação
Nisto consiste a libertação

Amar é enxergar O Pai
No seu irmão
É ser templo
Viver como igreja
Aconchegar quando preciso
Sem amor
todos somos mendigos

domingo, 19 de setembro de 2021

Tempos Mudados

@volverapintar
Calêndulas sobre a mesinha da sala. sem perfume,já murchas.
A janela aberta,a paisagem sem alterações,a velha casinha,quase em ruínas. Densa vegetação,à esquerda. Da natureza ninguém tira inigualável beleza. Contudo,pode nela ter inspiração.
Minha sala parece extensão do quintal. Não sei se vivo aqui dentro,não sei se estou o tempo todo lá fora.
Os tempos estão mudados,todos se foram… Ao menos vivo sossegado.


👉🏻Veja o trabalho incrível de Federico Guerreros no Instagram

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Conselhos Sábios



pixabay.com


Minha mãe sempre dizia que a justiça para ser boa 
começa em casa
Já meu pai alerta para não envergonhar o outro,
pois o desprovido de vergonha
Não está nem aí 
para o outro envergonhar
O conselho do meu pai lembra 
um bom provérbio africano que diz: " Se você danificar o caráter do outro,você danifica o seu próprio."

Então,não usemos da hipocrisia apontando a trave no olho do outro
Sem enxergar a trave 
que temos no próprio olho
Sejamos justos na correção
atentos às nossas próprias falhas.
Porque buscar a correção
 é um dos princípios da sabedoria.

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Perguntador



pt.pngtree.com


Sou mesmo de esmiuçar
sem querer lhe forçar…
Não ligo se dizem que sou besta,
vá achando que todo mundo presta!
Meu tempo não vou desperdiçar.

Depois tudo desembesta,
coitado de quem ficou nesta
pelos cantos a soluçar.
E no descompasso "dançar",
perdeu mesmo o bom da festa.

Botando fim nessa conversa,
você tem uma mente perversa...
Me chame,quem quiser,perguntador;
pra entender bem,sou esmiuçador.
Pode abrir sua mente inversa.

E nem tente me ludibriar
Não vim aqui perder tempo
Suas desculpas já não aguento
Agora é hora de se explicar
E ande logo,o tempo está correndo!

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Sou Delírio


Sou flor do mandacaru

Sou aqui do Nordeste

Beleza igual

Não tem em canto algum


Sou resistência

e beleza

Minha aparência espinhosa

esconde minha delicadeza


Sou esquisita

Sou fúria e resistência

de uma vida sofrida

Ao mundo abro-me dorida


Sou teimosia

Cresço onde a vida

pede vida

Sou exótica,sou atrevida


Sou flor sem perfume

Que desabrocha 

no anoitecer


Sou a beleza da desesperança

que turva sua visão

Meu crescimento é tímido

para conhecer melhor o chão



•imagem• www.coisasdaroca.com

Agosto/2021

Postado no Facebook em  04/08/2021

Desafio de agosto no GRUPO COISAS DE MIA COUTO E OUTROS ESCRITORES

*Tem sido um dos mais lidos nos últimos dez dias.




quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Meu Sentir




br.depositphotos.com

Me vejo pensando nas muitas pessoas que pensam,e até propagam com certa arrogância; saber muito.
Não quero me comparar,como Drummond,eu somente sinto. Isso já diz muito!
Porque saber muito exige comparações e comprovações. Sentir é próprio do ser,faz parte da sua unicidade.
Cada um traz dentro de si, suas próprias verdades. O que nos torna diferentes no pensar, agir, conceber e viver no mundo.
O meu sentir não me torna superior nem inferior. 
Faz de mim eterno aprendente. E o saber se modifica,acompanha as transformações sociais.
Então,como alguém pode arrotar tanto conhecimento,se o que se aprende hoje já não tem sentido amanhã?

sábado, 28 de agosto de 2021

Dormi nos braços do luar

👆🏻 Pinterest


Hoje duvidei se ainda sou tua
No colo da lua adormeci
Pois ela sabe ouvir
Até o que silencio
Hoje ela me acarinhou
Falou de como a gente se encontrou
Do começo desse amor sem fim
Ela só confirmou
Que permanecerás em mim
Não há como evitar
Acordo a te chamar
Vou te encontrar no desencontro
A gente não tem sintonia
E meu dia ficou sem alegria
Tão ruim essa agonia!
Eu não sei te esquecer
Só quero mesmo saber
Se ainda estou em você.

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

POUCO CASO


pixabay.com 👆🏻


Frieza no falar
Olhar gélido, indiferente
Nunca sei como estás

Destilas frias palavras pela boca
Nelas há algo amargo, descaso
Escondes amor na frieza aparente?
Sabe? Cansei de tentar entender
Pois, nunca pensastes na gente.

sábado, 21 de agosto de 2021

As Formas de Te Dizer...

istockphoto.com


Quando digo que a saudade aperta o coração
Quando digo que és o meu sonho
Quando digo que és meu amo e senhor
Só estou dizendo que que te amo
E esse amor se espalha além da alma
No meu silêncio que te chama
Pede teu abraço
para me preencher de ti,em cada espaço.
São tantas as formas de te dizer
Que te quero e não é simples querer
São tantas formas de dizer, que não sei se algum dia poderia te esquecer
São inúmeras as formas,até pode te causar chateação
É que muitas vezes dá medo de acordar e perceber que estou dentro da mais linda ilusão.

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Vida Boa...


Dirão alguns que vida boa, é a vida selvagem. Sem contas a pagar,sem tantas preocupações.
Afinal,tigres não trocam de roupa, não usam cosméticos nem vão ao salão ou centros estéticos... Não precisam impressionar a namorada com presentes nem as levam ao cinema.
É fácil julgar o que não conhece. É fácil decidir o que outro tem ou não merece.
Ficam impressionados com nossa capacidade de nadar e conseguir cruzar rios de grandes extensões. Mesmo não enxergando bem (nos primeiros dias de vida) e não gostando de acordar cedo para ir malhar na academia. Ainda assim,somos velozes e ágeis.
Somos solitários,aos dois anos já estamos separados da família para conquistar nosso próprio território.
Na hora de caçar contamos com o alfato, e principalmente,com a audição. Marcamos o território com fezes e urina. É mesmo uma vidinha à toa,uma rotina besta. Por que esquentar cabeça?


*Participando da série Uma imagem/um conto que você pode fazer parte e ver onde está o começo de tudo,acesse 👇🏻


domingo, 15 de agosto de 2021

Série Poetas da África


"VOLTEI A SER POETA"
____________
____________
Foi pelo sabor amargo da decepção
Que mergulhei no oceano do fracasso
Tive momentos sem inspiração
Logo, dei-me de fracassado
...
Acredito que falhei contigo
Mas, também não fui o culpado
Tinha de certeza os meus motivos
Daí, vem os meus desencantos
...
Eu quís desistir de ti
Não queria mais tal risonhos
Admito que não consegui
De tudo, tirar-te dos sonhos
...
Por isso, decidi hoje voltar
Voltar a compor poemas
Voltar a amar, para nunca nos separar
Voltar, como pródigo para casa...
Porque tenho sangue dos poetas
Nas veias, correm versos de poesias
_
Harlequin Do Berço
"O Filho da Art"
_______
Benguela_20-7-2021
Baía-Farta...
__________
Alto-Líro_9:00 hr
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

José Henrique Nunda
Benguela-Angola

Pensou que era o fim... Mas ainda não era o fim!
Este é o poema que encerra a série. Quando o poeta desacredita de si,pensa em parar. Só que descobre que ele é a poesia e ao mundo deve propagar-se.

sábado, 14 de agosto de 2021

Quando o mundo gemeu


Um vírus revirou o mundo
E no mundo reina
Ele é real e não tá de brincadeira
Ceifou inúmeras vidas
Destruiu famílias inteiras

Ele veio devastando
Veio para ensinar o valor da vida
Mostrou o que as pessoas já têm 
e vivem procurando
Vivem em busca de conquistas

E o ter...o que se tem não conta
O material tem prazo de validade
Muita gente ainda quer eternidade
Gente que vive cega e tonta...

... E foi assim que o mundo gemeu
Foi quando muitos entendeu
Que o ter somente importa
Quando vem daquele que 
o mundo nos deu

O vírus lembrou ao mundo
Que é importante está junto do Criador,
ele também ensinou
Que a maior riqueza é o AMOR.


O Meu Olhar Espiritual na Pandemia 
É um momento de refletir os estragos que o Corona Vírus tem causado.
Ao mesmo tempo que comemora o décimo segundo aniversário do blog da Roselia Bezerra.
É só acompanhar a festa!

👇🏻
https://www.idade-espiritual.com.br/2021/08/convite-xii-interacao-fraterna-12-anos.html?m=1
A festa começa hoje!

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Série Poetas da África



C
uide bem do seu amor! Me chamo Abdul Azizi, namorei por três anos. Quando conheci a Marcia, ambos tínhamos 19 anos. Nos três primeiros meses era mil maravilhas, depois se tornou inferno. Ela era muito ciumenta, começou a dar escândalos. Brigava por motivos fúteis. O problema era que eu amava muito ela. Fazia de tudo por ela, achando que um dia tudo iria mudar. Terminamos e voltamos por várias vezes. Chegou um tempo que brigávamos por qualquer motivo. Decidimos que realmente não iria mais dar certo e terminamos definitivamente. Eu fiquei muito mal em casa, não aguentei e liguei para casa dela. No meio da conversa ela falou que tinha saído com um cara e ficado com ele ainda teve a falsidade de falar que tinha sido para me esquecer. Nunca irei esquecer aquele momento ao telefone. Parecia que alguém tinha colocado uma faca no meu coração. Contive as lágrimas ao telefone e mantive a vóz serena. Desliguei o telefone e me dirigi ao quarto, parecia que mais nada nesta vida tinha sentido, não consegui dormir naquela noite. Os dias foram passando e a dor só piorando. Meu rendimento no trabalho caiu muito, eu não me importava com mais nada. Ao chegar em casa tinha vontade de ligar, meu orgulho não deixava. Quando ia dormir rezava muito para eu esquecer aquele amor que só me dava tristeza. Não adiantava. Os 15 primeiros dias foram terríveis. Mas depois o coração foi se adaptando. Consegui deixar as emoções de lado e comecei a pensar nos factos, fui assimilando melhor e tudo foi passando. Ate voltar ao normal, claro quem as vezes não têm recaída pela sua Ex? Isso é normal. Depois de três meses, advinha quem me liga? Era ela! Meu coração bateu mais forte, tinha sido pegue de surpresa, passou mil coisas na minha cabeça em fracção de segundo tive vontade de chorar e rir ao mesmo tempo. Voltei a realidade, sem nenhuma empolgação, minha vóz ficou serena, conversei normalmente mas nada de intimidade estava sendo seco. Em certo momento ela pede para conversar comigo pessoalmente, porque ainda me amava, meus olhos encheram de lágrimas, meu coração sabia que iria sofrer, então do nada comecei a cantar a seguinte música do Rapper Da Erk Mc "Cuide bem do seu amor, seja quem for…". Ela começou a chorar no telefone mas continuei cantando e escutando ela suplicando e pedindo para voltar, pois ela sabia que tinha errado muito e que tinha perdido a pessoa que mais valorizava ela. Meu coração não teve outra saída a não ser desligar o telefone na cara dela. Decidi então naquele mesmo dia tirar umas férias. Dois dias depois estava na praia sozinho sentado na areia e olhando as ondas… era um final de tarde, aquilo tudo era tão bom e estava me sentindo muito bem. É quando toca o celular, era dona Dascomuana minha mãe dizendo minha Ex tinha sido encontrada morta, Suicídio. Ao lado dela foi encontrada uma carta onde dizia: " pai e Mãe, eu amo muito vocês, não fiquem triste por mim, pois a vida não tem mais sentido. Eu já tive a pessoa mais importante do mundo nas minhas mãos e deixei a escapar. Eu amo Abdul Azizi e amarei eternamente sei que ele não quer mais ficar comigo. Calma mamãe, calma papai, não fiquem bravos com ele. Eu sou a culpada eu tratava ele como se fosse um qualquer. Quando terminamos descobri que ele era tudo para mim. Tenho um recado e quero que passem para todos jovens desse mundo: CUIDE BEM DO SEU AMOR … SEJA QUEM FOR …". Anjos existem, mas algumas vezes não possuem asas e podemos chamo-los de amigos. Até esta parte acredito. Senão estiverem muito ocupados meditem um pouco, pois muitas vezes estas situações não somente podem acontecer com os (as) nossos (as) namorados (as), mais tambem com os (as) nossos (as) amigos (as), entre pais e filhos ou familiares, enfim, e por vezes por causa do orgulho perdemos muitas coisas. Isto não é uma brincadeira



Henriques Ismail Tacaniha
O escritor contaminado pelos vírus da escrita
Cidade de Pemba, Moçambique

Termino a série agradecendo a cada participação. Cada estilo,cada olhar sobre a realidade vivida ou presenciada. Aqui traduzida em palavras.
Com o Henriques veio um desafio,aceitei e ainda não vi o resultado. Em breve a gente vê como ficou.

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Série Poetas da África


TEMPORAL DA PAIXÃO

Minha esperança se perdeu
Na solidão daquele cais,
A minha paixão foi tão longe
E hoje já não a vejo mais,
As suas pegadas deslustraram,
Nos areais elas voaram
Por ocorrer fortes temporais.

Você levou meu coração
Para além do horizonte,
Hoje vou sem direção
Com meu corpo rastejante
Na alta maré a navegar
Com o risco de naufragar
Em minha emoção ondulante.

Estou seguindo o meu caminho
Para nunca mais voltar,
Chegou ao fim dessa história
Que já não se pode folhear,
Pois as últimas páginas do livro
Foram embora no seu navio
Numa velocidade de embalar.

Ainda que um amigo pirata
Oferecer sua embarcação
Pr'a resgatar a nossa história,
Enfrentar o temente furacão
Só pra prescrutar sua dicção,
Para sempre vou guerrear
No TEMPORAL DA PAIXÃO!
 
*Hossi Meditação

Nome: Albino Arão Hossi.
Pseudônimo: Hossi Meditação.
Cidade: Luanda.
País: Angola.
hossimeditacao@gmail.com
E a poesia se fez nosso ponto de enterseção

segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Série Poetas da África



Nome:Lukombo Kukonka Simão 
Pseudônimo: Poeta Simão Anjo [ O Estupendo ]
Cidade: Luanda
País:Angola 

#Chorarei

Chorarei com a mulher que perdeu o marido 
Porque sei, que o seu coração ficou partido.
Chorarei com aquela mamãe zungueira
Porque sei que, a vida que ela leva não é de brincadeira.

Chorarei com aquele órfão 
Porque sei que, já não será fácil comer o pão.
Chorarei com aquele menino de rua
Porque sei que, a sua dor é crua.

Chorarei com aquele desempregado Porque sei que, sente-se desesperado.
Chorarei com aqueles moçambicanos.
Que tristeza daqueles africanos.

Chorarei com aquele que chora
E se possível for, dar-lhes-ei à flora. 
Chorarei com os passarinhos
Que perderam os seus ninhos.
Chorarei com aquelas crianças
Que perderam as suas esperanças.

Chorarei com aquela jovem que foi estuprada
Porque sei que, a sua vontade é tirar a sua vida.
Chorarei com aquela mulher que, pelo marido ela é espancada 
Porque sei que, dia e noite chora por ter essa vida.

Eu Chorarei, sim, eu Chorarei
Mesmo que as lágrimas debilitem, eu Chorarei com aquele prisioneiro inocente 
Porque sei que, dia e noite pede a morte...


By: Poeta Simão Anjo.
      [O Estupendo]
08/04/2021.
D.A.R


Quando a gente encontra um amigo poeta que também é anjo cheio de estilo, sobretudo na escrita.

sábado, 7 de agosto de 2021

Série Poetas da África




Poema

#Augusto Francisco

( Simplesmente poeta).


Tema: Coração despedaçado.


Lembro a última noiTe q a gente ficou

Depois daquela noite

Meu mundo simplesmente desmoronou

Assim que soube que era a última vez q a gente junto ficou


Não estou em paz

Minha mente está atormentada,, Meu espírito angustiado, minha alma febrenta,, meu corpo caído,, Meu coração despedaçado

Não consigo crê

Que o nós acabou

Não sinto mais nada se não a dor


Estou morrendo

Meu coração quebrado


Minha confiança desapareceu

Estou num mundo sem céu

Estrelas do meu mundo já não brilham

Pq me foi tirada toda alegria



Estou num mundo de nuvens negras

Pq a única nuvem Branca 

Me foi arrancada


Já não penso em nada se não a morte

Para seguir em frente 

Já não sou forte

Eras tu o meu suporte

Mas agoRa se foste


Meu coração despedaçado

Não tenho como ficar calmo

És a única q amo


Minha árvore foste

Mas por um vendaval,foste levada


Aí Meu coração despedaçado

!!!😔



Autor<Augusto Francisco (Simplesmente Poeta)


Luanda, Angola


Vem publicando a saga SOLIDÃO no Facebook entre outras publicações de destaque


quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Série Poetas da África


"MUITO OBRIGADO EXCELÊNCIA COVID-19"

Excelência, queira aceitar os meus agradecimentos, já que de princípio só puderam auferir-te adjetivos deslogiosos!
Excelência, muito obrigado por mostrares ao mundo que somos todos iguais independentemente,
De cor, raça e pele assim como muitos classificam.
Obrigado mesmo, Excelência tu não só és invisível, pois os seus feitos aos nossos olhos são visíveis.
Excelência, clareaste que devemos respeitar o próximo como um Ser, muito antes pelo Ser do que Ter.
Muito obrigado, excelência!
Muito obrigado por tornares público o quão precário é o nosso sistema de saúde e prontidão de socorro precisamos,
Muito mais muito obrigado porque você deixou patente que existem gentes de dinheiro e cheias de medo da morte e de ver sua família morrer, capazes de colocar a vida de toda uma população em risco!
Muito obrigado, Excelência enxotaste das terras alheias pessoas que roubaram de seu povo para disbundar e envaidecer-se em terras alheias!
Excelência, muito obrigado por mostrares que temos um governo que pensa com o estômago, decide com o ânus e, têm rainho e fezes no lugar de cérebro!
Muito obrigado Excelência, pois fizeste este governo ver que existem pessoas que nem um pacote de massa e copo de água têm!
Excelência, já recebeste de muitos adjectivos deslogiosos, agora receba de mim adjectivo elogiosos!
Teu ser é impulcionador, fizeste o mundo perceber que o dinheiro não faz a diferença se não mesmo separações e divisões, pois há muita gente rica de dinheiro a ser jogada em valas comum porque não há espaços para seus interros e, pobres de dinheiro a terem interros dignos!
Excelência, muito obrigado por teres trago luzes e esclareceste que nem Donald Trump e Kim Jong-Un com as suas bombas nuclear e atómicas são capazes de vencer e combater contra um inimigo (COVID-19)!
Excelência, deixaste clarividente que muitos fazem das igrejas seus negócios e, as teorias de prosperidade, os milagres que andaram aí exibindo não passam de meras falácias!
Excelência, muito obrigado por mostrares ao mundo que a Áfrika é realmente Berço eis as razões de toda esta realidade e, não mais encafuaste que também somos capazes de produzir, criar e inventar! Somos também cientistas...
Excelência, não admitiste que nem Luciano Pavarotti, Andrea Butelli e Ed Sheeran te cantassem e encatassem, porque nada te encata!
EXCELÊNCIA, O MEU MUITO OBRIGADO.
® Reservados aos direitos do autor.
© Autoria : Poeta Sophista, Angola-Luanda, aos 16 de Maio de 2020.

https://www.mediafire.com/download/kub1zyq19862g69

Pode baixar e apreciar uma VISÃO PANORÂMICA
@Poeta_Sophista


terça-feira, 3 de agosto de 2021

Série Poetas da África


Os dias passam e toda zona se torna deserta,
Já não há estradas e caminhos ou porta
Não há que faça travessia e atravesse a felicidade.
Porque nessa cidade a necessidade tem nome,
Ela se chama fome.

Os desajustados e desvavorecidos,
São cada vez mais esquecidos porque jamais foram lembrados,
Eles anseiam montes e riquezas?
Claro que não,
Eles querem apenas pão.
Mas os soberanos e deuses não deixam,
Nem a reza vai para outro lado do planeta.

Os dias passam e morrem os mortos,
Nascem os natos condenados ao esquecimento,
Sentenciados e sentados sem opção
Mutila-se a esperança de um povo desesperado.

Que os dias que nos visitam,
Sejam repletos que abundância
E infância não se transforme mais
Em um rio de tantos sais.

Autor: Sabino Satolo
instagram.com/sabinosatolo 
In: Que a Fome não nos Mate (Livro em Edição)

Fizemos uma coletânea de duetos...aguardem!

domingo, 1 de agosto de 2021

Série Poetas da África


Título: Do link para o Point
Nome: Nifel Catundo
Pseudônimo: Diferentão
Cidade: Uíge, Angola


De alguma forma suspicaz tudo acontece
estamos vivendo um enredo de acontecimentos
são informações e seleções a todo tempo,
absorvemos apenas o nosso interesse
com aquela necessidade eufórica de partilha
pois experiências é primordial para a ascensão da vida
.
Estamos abusca de criações de links
queremos nos expressar e ser ouvidos
seja pela arte, ciência ou cristianismo
nós temos esta premência,
o primordial da subsistência humana
ainda continua ativo
.
Mas não queremos parar em links
temos também avidez de sermos criadores,
de darmos existência a novos mundos
queremos de forma impulsionadora pelo amor
criar points, conexões humanas
.
Pois apenas com links não iremos transcender,
precisamos estar ligados em pontos 
para que, em alguma ideia sejamos apenas um,
Um novo universo socialmente tangível
do link para o point
Nascem universos incríveis...


No dueto "O PREÇO DA VIDA ADULTA" abordamos as mentiras mostradas nas mídias e a necessidade de ter muitos likes.

sábado, 31 de julho de 2021

Agora é só baixar Epifanias



https://www.mediafire.com/download/p7sese37bovq7y6

Espero que gostem e caso não gostem, também quero saber.
Volto em breve para as nossas interações.
Um xeru em cada um de vocês.

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Série Poetas da África


SEUS ENCANTOS

O seu olhar me fascina,
Sua beleza me encanta,
A sua voz me domina,
Teu jeito me atrai e me acende.


Viver sem você me espanta,
Se eu me sentir inseguro,
Só o seu toque me acalma,
Você com seu doce encanto
me alivia até a alma.


Teu sorriso me faz bem na memória,
Teu falar pra mim é doce feito o mel,
Vem e vamos fazer história,
Ficaria contigo mesmo sendo estéril.


Você me estremece com o seu carinhar, 
Me arrepia com o seu abraço, 
Me conquista com atitudes E me sacia com seu corpo.


Contaria as estrelas para te dar,
O universo pararia só pra ver você passar,
Te amo, te espero o tempo que for preciso,
Todas as minhas angústias acabam com seu sorriso.

Nome: José Fernando Zeferino António

Psiudônimo: Jozivaldo Fernandez[Mr Elementar]

País: Angola

Cidade: Sumbe, Cuanza-Sul.

Autor de MOMENTOS, e-book lançado no último dia 24/07/2021.

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Série Poetas da África


Nome: António Epuca
Pseudônimo literário: Antony William
País: Angola
Cidade: Benguela


Assim falou o poeta

Vê há versos 
Escritos ao avesso
à guisa escasso
Num pelejar 
De Universos 
à deriva

Velas acesas 
no alto mar 
Nada ouço
Senão o silenciar 
Das ondas 
Nada vejo 
Senão o velejar 
Das canastras silenciosas

Vê 
Há versos
Versejados
com tinta verde 
do poeta profeta 
Que vê o porvir 
Nos seus devaneios
Líricos de sentir

Vê 
O poeta assim
Falou 
Não Zaratustra
Há versos
Que valem no futuro 
Dançar ao som da orquestra
Do sim de uma lágrima
Cansada de ser lacrimejada

Vê 
O poeta faz versos 
às vezes ao avesso
Mas valem para o universo.

Em breve tem Sinfonias do Desespero,você não vai deixar de ler,não é mesmo?

segunda-feira, 26 de julho de 2021

Série Poetas da África


NOME: ANTÓNIO KATEVE SINGELAS

CIDADE: BENGUELA

PAÍS: ANGOLA


RUAS VAZIAS

Ruas vazias
Acordei e pensei
Nos formigueiros 
Que já não se agitam 

Ruas vazias
E as praias
São navegadas 
Por jangadas 
Dos ventos
Surgem apenas lamentos
Dos eventos
Do dia-a-dia
Os motivos de alegria

A distância tornou-se
Instrumento de peleja
Entre a saúde e a doença

África 
América
Asia
Oceânica
Europa
Falando de um só
Adversário

O normal 
Tornou-se anormal
Será que o normal
Voltará a ser normal
Não sei

Há liberdade 
Apenas no interior
Pois no exterior
As ruas
Estão vazias.


21/05/2020
"Mar de Letras" foi o dueto que escrevemos e atualmente somos membros administrativos do Grupo ANGOLARTE no Facebook

sábado, 24 de julho de 2021

Série Poetas da África


”O confessar de um filho”

Pai, eu sou capaz.
Pai, eu sofro nesse país
Não encontro os meus raízes

Estou escondido nesse capuz 
Eu estou perdida na paz
Ó pai, não sei onde ir.
Não sei onde sorrir

Ó paizinho, queria voltar 
A brincar com carinho
Na esperança de ganhar carinho

Ó pai, estou perdido nesse caminho 
Cheio de gafanhotos que voam
Atrás da minha comida, 
Mas eu não tenho nada.

Ó paizinho, queria, poderia, até conseguiria
Procurar minha espada de esperança.
Mas pai, eu sofro, eu oro, eu choro.

Minhas lágrimas não comove ninguém 
Eu sei, eu sei pai, eu sei. 
Ó pai, paizinho, a vida continua.
A natureza continua, a esperança avança.

A esperança avança
Nas pessoas injustas.
Eu sei bem disso pai,
Eu vou resistir.



Nome: Nelito Miguel Silva 
País: Moçambique 
Cidade: Nampula 
Província/estado: Nampula
 
http://labsamozambique.blogspot.com/

https://www.facebook.com/nelitomiguel.silva

A expressão em dueto nos mostrou que nada barra "A fronteira da imaginação".
 

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Série Poetas da África


Nasceu o homem em mim quando meus olhos brilharam nos teus.
Teu amor revelou-me o céu: 
Já não sou mais eu, o menino em mim morreu...
Sou homem e sou teu! 

Agora vagueio pelas ruas álacre 
Animado pelo beijo que minha alma recebeu dos teus lábios... 
Criei asas e posso voar
Em ti sou cativo e contigo vou até o infinito. 
Já nada mais pode nos parar 
Uma vez estrela não se pode mais parar de brilhar 

E neste amor somos assim 
Estrelas no ar de nossos corações a brilhar, somos divinos mesmo em nossa humanidade 
Somos reais cristais de felicidade jorrando laivos de poesias 
Espelhos de nossas almas em univocidade!

Nos teus olhos me descobri, deixa-me neles mergulhar até a profundidade! 



Jub Esunga
Maio/2021
Benguela/Angola

temos um projeto que ainda não posso falar

RE Cortes

>Infelizmente,não deu para botar outras fotos. É muita gente!< Eu sou fragmento de um imenso mosaico. Arte tecida pela vid...