quarta-feira, 24 de maio de 2023

Os mal-entendidos da linguagem


Dizemos tanto sem abrir a boca. Dizemos muito mais ao verbalizar o que sentimos sobre algo ou alguma situação.
Seja na forma oral ou escrita,falar é complicado. Mesmo entre os falantes de uma mesma língua,porque o corpo fala,as expressões corporal,sem esquecer dos emojis na linguagem virtual…o tom da voz e tantas outras formas de expressar um pensamento ou sentimentos que ganham vida e dizem mais e mais.
Tudo isso modifica de algum modo o que está sendo dito ou escrito.
E essa linguagem não está nas gramáticas,ela é viva como a língua e não está situada num determinado tempo. Ela diz sobre o agora.
Ao ler o livro O Pequeno Príncipe,na parte em que ele conversa com a raposa (capítulo XXI),quando ela fala sobre cativar,que é criar laços com alguém,também chama a atenção para a fonte dos mal-entendidos: a linguagem.
Pois ela também sofre as inferências e hipóteses da outra pessoa;podendo afastar ou aproximar. A linguagem está carregada de emoções implícitas ou explícitas nas palavras do diálogo,nos gestos e olhares.
Na forma escrita,está além dos sinais de pontuação,do tipo de fonte e da cor escolhida. A exclamação ganha outros sentidos,pode afirmar com surpresa ou alegria e pode ser uma negação daquilo que seus olhos duvidam que estão lendo…
Mesmo contextualizando é difícil determinar o que diz a sentença. Isso sem falar das possíveis indeterminação do sujeito.
No cotidiano a língua não vive os dogmas gramaticais,ela flui e reflete o momento presente.



Valdelice Nunes
Maio/2023
*imagem* Pinterest 
#Jøfráseø_Editora



https://www.facebook.com/Valdelicenune

segunda-feira, 15 de maio de 2023

Eu ou o outro primeiro?


Não é preciso ter vergonha de se colocar em primeiro lugar. Fazer algo pelo outro ou pelo coletivo só será verdadeiro quando você souber o que quer e como pretende fazê-lo.
Decisões assertivas saem daqueles que se conhecem e sabem a importância de praticar o amor próprio.
Tem muita gente afirmando que quem ama cuida,porém cuidar não é grudar e decidir sobre a vida alheia.
Ser de uma família não faz de ninguém escravo das vontades do outro. Cada ser deve ter consciência das próprias responsabilidades.
Há muita gente sendo egoísta de modo inverso,isto é:fazendo os outros acreditarem que ela se doa para o bem da família ou dos filhos,por exemplo. Mas,na verdade,usa as situações ou pessoas como muleta para conviver com os próprios medos e frustrações. E sempre que questionada,repete aquela narrativa de que não pode cuidar de si enquanto fulano e sicrano não estiver bem.
A caminhada é sempre individual. Ninguém precisa se prender ou se esconder nos padrões sociais. Porque ninguém vive a vida do outro. Cada escolha é feita e vivida individualmente,se agrada ou desagrada a outros não importa.
Uma coisa é ser necessário na vida de alguém,outra coisa é se fazer necessário por medo de viver as próprias escolhas.
É preciso coragem para ser quem você é, se esconder para evitar julgamentos não é o caminho.
Quem ama verdadeiramente liberta. Amor não é posse. Quem ama respeita as escolhas alheias.
Porque quando alguém quer fazer algo não há nada que o impeça. Cada pessoa tem um caminho a percorrer e isso a faz responsável por tudo que decidir viver.
Olhe direito, é muito estranho uma pessoa estar tão disponível. Gostar de ajudar é bom,mas nem sempre tão de perto.




Valdelice Nunes
Maio/2023
*imagem* Pinterest 
#Jøfráseø_Editora



https://www.facebook.com/Valdelicenune

terça-feira, 9 de maio de 2023

Sensações


Quando vi…tava envolvida
nem deu pra olhar direito
só me permiti

Me perdi no tempo
adormeci ao relento
fiz coisas assim

Me molhei sem chuva
eu sei que sou maluca
não sabia que era tanto assim 

O tempo era líquido
o céu estava tão colorido 
um jardim florescia sem fim

Não tinha dia
as horas pareciam sumir
não sei o que deu em mim

Uma doida se abriga aqui
bem guardada em mim
só agora a deixei sair




Valdelice Nunes
Maio/2023
*imagem* Pinterest 
#Jøfráseø_Editora


https://www.facebook.com/Valdelicenune

Toque de Recolher

Houve um tempo em que todo o Planeta Terra foi convocado ao confinamento. Ninguém devia andar nas ruas sem um motivo plausível,p...