terça-feira, 30 de março de 2021

Cantiga de Amor (7)



Se eu te procurasse,do falaríamos?

Nossos pensamentos se chocam,

mesmo que sejas a primeira 

lembrança do meu dia.


Não te quero mal,apenas evito conflitos. 

Evito teu olhar em reprovação 

e aquela expressão de puro desdém.


Não sei do que falaria,ou o que despertaria interesse em ti.


Não expressas qualquer afeto.

Nunca dizes nada de bom do que eu faço. Quando o fazes, 

é puro sarcasmo!


Tenho receio de dividir tudo que sinto, até com meu diário.

És um tolo que pensa saber tudo!

Competidor por teimosia. Não te desafio,me subestimas.


Como posso procurar alguém sem emoções?

Preciso descobrir uma forma de te expulsar do meu coração.

sábado, 27 de março de 2021

Realce do amor


Você chegou,meu coração disse adeus às ilusões
Sou um mar de sensações
Cada vez que olhas pra mim

É o princípio de uma nova estação
Em êxtase vive meu coração
Não posso mais fugir
Não quero me iludir

Quero me perder no teu abraço
Mergulhar nas profundezas dos teus beijos
Dentro desse teu olhar,tudo esqueço

Nos teus braços eu me conforto,
seus olhos me fazem enxergar 
a beleza do coração,ao seu lado
 tudo é real

Expresso meus sentimentos 
por ti... é na linha do tempo 
que faço planos para nós,
dentro do meu coração 
imito os passos de um amor 
à primeira vista

Encho meus pulmões de
amor e inspiro diante de ti,
contigo vou ao mais infinito
e descobrir as certezas que
existe na dimensão do 
amor,você e eu para sempre


®Benilson Gaspar  Angola
 facebook:https://www.facebook.com/bernardojorge.jorge.31

®Valdelice Nunes  Brasil
Parceria Poética
27/03/2021

quarta-feira, 24 de março de 2021

Série Cartas

Penedo-Al,18 de Abril de 1993


Querida Cris,faz alguns anos que você foi morar em outro estado,ainda hoje não me acostumei com sua ausência.

Ainda tem você nas ruas e becos que guardam nossas memórias desde crianças até o final da nossa adolescência. Crescemos juntas,estudamos no Clementino do Monte. A Praça Senhor dos Pobres pode contar muito da nossa história.

Foi na porta lateral esquerda, naqueles degraus,que meu primeiro amor se declarou para mim,lembra?

Ontem,veio no pensamento o dia que conhecemos Henrique. Era Carnaval,a gente se preparou para dançar todas as músicas.

Lá na Praça 12 de Abril,o trio elétrico posicionado de modo que tapava o Museu do Paço Imperial,a multidão ocupava todos os lados da praça. E se espalhava pela ladeira da Ceal. Nós duas não ficamos bem na porta da Igreja Nossa Senhora das Correntes, dançamos a noite toda!

Então ele passava dançando pela gente,e da rua fazia uns sinais doidos. Passou umas quinze vezes. Na última,veio e se apresentou, não saiu mais de perto da gente.

Grudou em você,fez questão de nos acompanhar a pé até o Bairro Vermelho,ficamos lá na palhoça conversando.

Eram cinco...quase seis da manhã. Ficamos ali falando sobre a festa,as músicas e coisas que a gente gostava. Enquanto chegava coragem para cair nas águas do São Francisco. E foi o que fizemos.

O amigo dele não me agradou,foi embora meio aborrecido. Já vocês,nunca mais desgrudaram.

Até qualquer dia! Espero muito rever vocês e os meus sobrinhos lindos.

Beijão

Ivone


*Todas as cartas desta série tem como objetivo principal mostrar flashes de momentos históricos da minha Penedo.




segunda-feira, 22 de março de 2021

AMADO



Coração fica avexado
Quando passas por
Mim na rua

Meu corpo treme,fica desgovernado
Imagino aquele beijo bem colado
Num mágico instante,sou sua
Naquele banco frio da praça 
Banhados pela luz da meia-lua.

sexta-feira, 19 de março de 2021

Outras Tempestades




Março chegou trazendo tempestades que alagavam as ruas.
Não importava se o céu estivesse desabando,sua vida não parava. Ainda que a prefeitura decretassee um lockdown após outro.
Sem guarda-chuva,Marina caminhava pensativa até o ponto de ônibus. Era hora de recomeçar sua jornada para vencer outras dificuldades de sua vida. Entre elas,não ver sua família passar fome. Nem ficar sem pagar o aluguel.
Seu pai,Jonas,tem mais setenta e cinco anos,está aposentado. Sua mãe faleceu há dez anos. E seus irmãos Lúcio e Herculano, são feirantes. A situação já  não era muito favorável antes,agora com a pandemia... Ninguém está seguro nessa enxurrada.



Uma Imagem / Um conto
Para participar acesse o link acima e veja como contribuir com esse projeto tão bonito. Esta é a minha segunda participação na série.

terça-feira, 16 de março de 2021

Desafio Literário| Amor


 O amor está contido na vida
É o melhor amortecedor
Fecha qualquer ferida
Triste de quem nesta vida
Desconhece o amor
Vem dele a força que nos impulsiona
Elixir que combate o desamor
Seu poder é transformador
Cuidado para não deixar sua vida dolorida!
Para aliviar a vida sofrida
Vais precisar compreender 
as sem razões do amor.





O Desafio Literário continua. Este mês temos o tema AMOR. Para ler e participar acesse Estevam e veja as regras. Lembrando que o desafio começo em Outubro de 2020.

domingo, 14 de março de 2021

Segredos


Olho o céu negro

luzes prata a rutilar.

Olho dentro de mim,

percebo aqueles pontos luminosos

reticentes como a vida;

dos que vagueiam na escuridão

sufocados por segredos

que alimentam os medos

de uma nova desilusão.


*postado no Facebook em 16/02/21.

segunda-feira, 8 de março de 2021

RIBEIRINHA

Desfila, bronzeada, ensopada
Molha,ensaboa,esfrega,
Toda faceira, descalça.

Inofensiva,linda, alheia a tudo
Preferida e abençoada pelos deuses
Sentada por cima do capim-balça
Repete todo o processo cansada
Segura o vestido pela alça.

quinta-feira, 4 de março de 2021

Sentimentos nus

Indomável esse meu ser
Ser que explode
Explode sentimentos nus
Nus no vasto universo

Universo dos sentidos
Sentidos necessários à vida
Vida e suas regras
Regras que morrem aqui

Aqui no meu ser
Ser mulher incontrolável
Incontrolável vontade de viver
Viver  sendo quem sou

Sou essa louca menina
Menina que sonha
Sonha brilhar alto
Alto, o meu limite

Limite que faz voar
Voar com asas invisíveis
Invisíveis e tangíveis
Tangíveis como meu ser.

segunda-feira, 1 de março de 2021

Cantiga de Amor (6)

 Penso em ti todos os dias
Em como me fazes sorrir
Penso em ti fora de hora
No mundo que iremos descobrir
Ouço o descompassar do meu coração
Penso em nós, nas diferentes estações
Relembro o que iremos viver
Sinto os teus braços a me envolver
Percebo que o pouco que tenho  de ti
Me faz só de você
Quisera ter as rédeas desse desejo!
Quem dera ser o sol a te aquecer!
Trazer-te para bem pertinho de mim
Nos teus braços estremecer.




Toque de Recolher

Houve um tempo em que todo o Planeta Terra foi convocado ao confinamento. Ninguém devia andar nas ruas sem um motivo plausível,p...