segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Domingo

Abro a porta
A luz da manhã
Invade a sala
Me jogo no safá
Exausta
Com um fio de vida
A imaginar
Forças?
Onde procurar?
A casa me olha
O cansaço apavora
Ali jogada
Ali desistimulada
Todos os dias são iguais
O sol aquece
A chuva molha a terra
Os pássaros cantam
Borboletas sobrevoam
O desafio segue
Enfrentar a mim mesma
Sem deixar que todos percebam
Que ultrapassei os meus limites

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

confissões


Tens sido minhas noites insones
A vontade de fazer-lhe confissões
Tens sido a música que acalma
O pulsar inesperado desse coração

Tens sido o inacessível
E o mais próximo de mim
Tens provocado-me calores
E o desejo de ter-te aqui

Tens sido a louca vontade de viver
O indizível que nunca senti
A tranquilidade de um abraço
O mar revolto que me sorrir

domingo, 20 de setembro de 2020

Desafio Literário|A Magia das Palavras

 Visitei o Blog Panografias e resolvi fazer parte do desafio.Grata pelo convite aberto. A blogosfera está precisando de mais pessoas assim.Aos que sentir vontade, basta participar. Clique no link abaixo para saber as condições.

Sandro Ernesto


Dentro do livro são mágicas

Palavras que dançam na mente

Abrem estradas, mostram caminhos

Só preciso abrir o livro

Nunca estou sozinha

Não importa o tipo de literatura

Elas me absorvem,me seguram

Meu corpo parece levitar

Luzes capturam meu olhar

Atravesso cada página

Me envolvo na magia das letras

Que convidam-me a interagir

No mágico universo que me sorrir

Como garimpeira das letras

Busco o mais precioso diamante

Mergulho nas palavras

Vivo cada instante




quinta-feira, 17 de setembro de 2020

O Balançar da Vida


Meus galhos balançam com vitalidade
O vento os conduzem num bailar majestoso
O orvalho suaviza as altas temperaturas
Algumas vezes
 o vento sopra violentamente
É inevitável não quebrar algum galho
Folhas forram o solo,secam
No tronco surgem renovos
E continua a vida verdejante
Flores a perfumar o anoitecer
Exalam amor,ainda que haja dor
Fortalecem o meu pelejar
O vento volta a sacudir meus galhos
Minhas raízes a se acomodar
Mais profundamente
Permitindo a vida se renovar.


*Foto montagem: minhas pimpolhas e os renovos (meus netos) de uma gigantesca árvore

domingo, 13 de setembro de 2020

Cantiga de Amor (3)


La Barca preenche o ambiente
Seu olhar me intima a bailar
Com movimentos de aproximação
E de afastamento,sensualiza

Meu coração acelerando
Envolvidos nas notas do violão
Colando seu corpo ao meu
Em suaves movimentos,desliza

Afundados em sutil tortura
Minha cigana voa pela sala
Dois pra lá,dois pra cá...
Somos desejo e loucura

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Moleca

 


Por que repara no meu shortinho?

Na minha blusa de ombro caído

Nos meus volumosos cachos

Em todo o meu volume

Na minha naturalidade

Desfilando de rasteirinha

E daí se passei dos quarenta?

Ser autêntica nunca teve idade

E daí se leio clássicos históricos?

Sou louca por romances!

Perfume de Lilás

Aliás,leio tuuudo da Nova Cultural

Julia,Sabrina, Harlequin

Moleca,dona de mim.



segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Agradecimentos



Quando comecei a fazer poesia,escondia por vergonha da opinião das pessoas. O que não aconteceu somente comigo. Outros poetas descrevem histórias parecidas com a minha.
Certo dia (na escola, ensino fundamental) meu professor de História percebeu minha habilidade e indicou livros para que eu melhorasse a arte de escrever rimas.
Assim como o professor Lenisval muitas outras pessoas me incentivam. Cada uma a sua maneira.
Recebo visitas ocasionais de leitores curiosos, que algumas vezes usam o formulário de contato deste blog para elogiar ou discordar do que leu.
A estas pessoas meus sinceros agradecimentos; pois nem todos querem aparecer, assim como eu nunca imaginei ser lida em terras longínquas deste mundão de Deus. 
É gratificante ver que há pessoas que não leem somente o post mais recente. Ler tudo que está no blog: frases,imagens, postagens e comentários em geral.
Além de perceber que meu poetizar tem diferentes abordagens, são rimas rebeldes. Mensagens direcionadas para um público curioso,criativo, crítico e interativo.
Aproveito para me desculpar por não poder responder a todos. Nem visitar os blogs amigos mais vezes. 
Sou grata pela compreensão e colaboração de todos que estão sempre por aqui ou que me visitam esporadicamente. 
Não esquecendo daqueles que visualizam e nada comentam. Sei como fica difícil (muitas vezes) expressar ideias no comentário,assim continuam lendo sem escrever o que sentem.
Mesmo assim,continuem vindo aqui,nem que seja apenas para dá aquela curiada 😉
Xeru nôceis tudinho!

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Nas Ondas do Poetizando




Este blog foi criado por uma mulher intensa
Pra você que ler e comenta
Que dá asas à poesia
Ouve nos versos uma melodia

Vem comigo,nas ondas do Poetizando
Sintonize os sentimentos
Aumente grau do lirismo ou realismo
Pode vim sem pré-julgamentos

Nas ondas do Poetizando
Com toda rebeldia das rimas 
Vall Nunnes no comando
Não saia desta sintonia!

Na estação Poetizando
Compartilho ilusões
Versos sem regras nem técnica
Para descontrair quem por aqui navega

Obrigada pela companhia
Fazendo uma visita surpresa
Conectando-se neste poetizar
Não importa onde você esteja





RE Cortes

>Infelizmente,não deu para botar outras fotos. É muita gente!< Eu sou fragmento de um imenso mosaico. Arte tecida pela vid...