terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Retrospectiva


Impressões de um ano incomum,
tudo se passou e ninguém viu;
foi como estar em lugar nenhum.

A vida esteve ali,
não dava para ir além.
mas é preciso prosseguir.

A vida fora somente um detalhe,
tudo restrito...quase proibido,
assim continua o baile.

Quem pensava viver,
descobriu não passar de espectador.
Nunca fez nada acontecer.

E que venha dois mil e vinte um!
talvez ele nos tire disso aqui.
Pois a vida, é a escolha de cada um.

sábado, 26 de dezembro de 2020

Poeta Desfavorecido

Por Odin sou desfavorecido,
Bebi gotículas do seu hidromel.
Faço cantigas ao mundo,
Inspirações caídas do céu.

Sucesso nunca esperei,
Competição não me empolga,
Coisa que sempre evitei.

Faço cantigas,rimas da vida.
E faço com todo prazer,
Porque tudo a vida ensina,
Cabe a cada sujeito aprender.

Como rimador desfavorecido,
Tenho o sucesso merecido.
E um modo próprio de escrever.

O que escrevo é muito simples.
É tudo que faz parte do viver:
A dor sofrida,
O sentimento esquecido,
A alegria de vencer.

Vem dos céus a inspiração,
No papel brotam sentimentos,
E assim,nasce a canção.


segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Distraída

 

Num isolado riacho foi banhar-se,

Não viu o belo jovem aproximar-se

Calvagara toda a noite sobre o mar,

Estava exausta,precisava relaxar.


Ela sabia de sua fraqueza

Mas,o belo jovem usou da esperteza

Apoderou-se de suas lindas plumas

Casou-se com a orgulhosa donzela

Forçando-a viver na Terra.


Nove filhas o casal tivera

A bela amazona amava sua família

Mas,uma ponta de saudade 

Seu peito invadia.


Sonhava cavalgar seu corcel branco

E deixar de chorar pelos cantos

Certo dia,tão destraída estava

Revendo sua monótona vida

Observando as alegres e lindas nove ondas,

na sequência que sempre faziam.

Percebeu que a felicidade existia.


Suas filhas já não eram crianças

Munida de seu escudo e lança

Recuperou sua plumagem

Foi buscar a felicidade.


Assim,deu-se conta que tinha seu próprio reino

Acreditou que o amor verdadeiro

Chega quando a alma está desguarnecida.


Longe da Terra sofria

Galopou com desespero

Para logo estar nos braços do seu mortal 

e tão valoroso guerreiro.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

XI Interação de Natal

O mundo vive distanciamentos
Aglomerações devem ser evitadas.

O jeito, é viver das lembranças:
A menina desajeitada
Nos últimos anos da infância
Nas festas de fim de ano
Comprando sorvete de máquina
Sem vontade de ir pra casa.

Sem ideia do mundo onde vivia
Ser criança é ter fantasias
E viver cada dia.

Tão terna interação
Me faz abrir o coração
Contar vivências 
De uma adolescente
Nas bancas de batatinha frita
Já não usava laço de fita
Mas continuava a comprar sorvete
Aquele feito com líquido de cores vivas
Na velha máquina de todas as festas.

Ruas apertadas
Gente cantando feliz
Músicas e perfumes se misturavam
Era tanta "zuada"!
Gente indo, gente vindo
E o melhor da minha festa
Era tomar sorvete de máquina
Mastigar a casquinha
Sentada numa calçada qualquer
Ou num banco da pracinha.

Alheia à existência de vírus
E das possíveis contaminações.
Observado o movimento
Perdida no tempo das ilusões.




*Zuada: barulho



domingo, 13 de dezembro de 2020

Desafio Literário|O Sentido do Natal


O Natal é mais que uma data
É um estado de espírito
Vai além das celebrações

O Natal não está na roupa bonita
Nem no mundo de ostentação
Está na gentileza de tratar o irmão

É mais que troca de presentes
É respeitar todas as gentes
Compreender a perfeição

O Natal simboliza o renascimento
É mais que um alento
É o prazer de servir
E viver uma transformação

O Natal é mais que luzes
É estarmos em comunhão
Porque o Natal só fará sentido
Se tivermos paz no coração

O Natal não é Mitologia
Muito menos religião
Ele deve acontecer todos os dias
Na magia da união




🧚🦋🌻🦋🌻🦋🌻🦋🌻🦋🌻🦋🌻🧚

Bom Natal a todos os leitores/seguidores do Poetizando.
Que a vida prossiga com fé e esperança.
Que possamos compreender a grandeza daquele que serve. 
Daquele que doa e faz feliz ao que recebe.









quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Maria Valdelice

Sou Maria Valdelice
Sou muito gente boa
Como a lua,tenho fases
Manias e chatices
Sou aqui de Alagoas

Flor nordestina
Nascida na linda Penedo
Mulher menina
Ser valente é minha sina
Quando me deparo com o medo

Mesmo sendo Maria
Não sou mais uma 
Nem uma qualquer
Sou tudo que posso ser
Mas não tudo que você vê

Sou a rima da vida
O calor daqueles que amo
A realidade do mundo
A beleza dos sonhos

Um conjunto de vivências
O poder das escolhas
A certeza da felicidade
O voo da liberdade

domingo, 6 de dezembro de 2020

Cantiga de Amor (5)


Com todo o exagero do romantismo
escrevo versos a ti.


Extravasso sentimentos que já não cabem mais em mim.

 

Queria saber os meios de te eternizar nos mais sublimes sonetos
ou nas notas de uma canção.

 

Composição incomum,na linguagem dos nossos corações.

 

Queria poder encontrar as palavras certas. A melodia própria.

 

Aquela canção que nos conecta e nos transporta.

 

Quero falar,quero cantar e gritar a todos os ventos...

 

Quero que sinta todo meu ser explodindo somente por te ver mais perto.

 

Quero que saibas a extensão desse sentimento que invade e transborda.

 

Como cachoeira,em queda livre,mergulho fundo para te trazer o mais próximo de mim.

 

Quero tanto ouvir teu sorriso. Tua voz serena e firme.

 

Ver bem de pertinho tua boca contendo o riso,achando que não percebi.

 

Realçando as curvas do teu rosto,que em silêncio tanta coisa me diz.

 

Com todo o exagero do romantismo, te eternizei nesses versos.


 Uso palavras tão minhas,para registrar sentimentos  inconfessos.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Em algum lugar...


Em algum lugar ficou a vontade silenciada no corpo. E um medo ensurdecedor de não encontrar aquela paixão pelas coisas tolas da vida.
Já não tenho os mesmos sonhos e de propósito guardo em mim momentos inesquecíveis.
Também não faço mais questão de retornar àquele tempo,onde sentia  a brisa afagar a dor,suavizar o medo e avivar o silêncio das palavras não ditas.

🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸🌸

Esta postagem é minha participação no desafio do mês de Novembro no blog Com Amor da querida Marta Vinhais.
Postei lá no último domingo de Novembro (29/11/20),nos comentários e combinei publicar aqui no Poetizando.

A proposta: escrever um texto/carta e falar sobre: 

a dor que fala no silêncio do corpo
o medo de não encontrar a paixão

Obrigatoriamente as palavras "questão" e "de propósito" têm de aparecer no texto/carta.

Sugestão de música de fundo: "Adios Nonino de Astor Piazzolla"


quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

E Houve Luz

No começo teve dúvidas,
as incertezas davam medo.

Acostumou-se a ser sozinha,
e viu que isso era bom!
Viu nela a melhor amiga,
percebeu que nunca esteve só.

Amava sua liberdade!
Entre livros,no tempo livre.
Em paz a vida seguia,
dia após dia...

E houve luz a cada amanhecer,
os caminhos eram seguros.
Mesmo andando sozinha,
não se deixou esmorecer.

Dançava xote sozinha,
gargalhava pela casa.
Saía cada vez menos.
Opiniões, não lhe incomodava.

E as trevas se dissiparam,
era o começo de outra vida!

domingo, 29 de novembro de 2020

Desafio Literário| Oração


Olhei angustiada
o sol escondia-se no poente
chorei em oração.

Placebo não é cura
CoronaVac, Deus me salve!
que a oração nos guarde!

Que vida seja uma prece
pois lá no alto há Alguém
que nunca nos esquece.

O mundo geme
a liberdade ficou restrita,
a vida em lockdown.

 Vidas são desprezadas
o dinheiro mascara verdades,
cresce a mortandade.

Oremos pela vida!
com qual não se brinca
nem faz do povo cobaia.

Que sejamos uma só voz
numa mesma oração
com fervor e devoção!



🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷
🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

Minha participação no desafio. Grata ao Rodrigo Meyer e ao Sandro pela iniciativa de difundir e conhecer outros modos de literatura. Uma rica forma de aprendizagem. Unindo o Blogspot e o WordPress,mostrou talentos.
A faixa da continuidade eu passo para a ...🐞 Chica vai nos desafiar na próxima edição.
Ela adora brincar. Vai tirar de letra!
Agradeço a todos que se incluíram no desafio e trouxe a riqueza da diversidade do universo poético/literário.
Xero nôceis tudinho!

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Instinto Materno


Nem cheguei direito, já posso sentir o seu cuidado me protegendo.
Começou a ver mudança no seu corpo, incômodos que antes não tinha. No fundo,bem que você sabia...
Sim,estou aqui!
Crescendo e percebendo seu amor por mim.
Nem imaginava que eu seria mais uma alegria.
E eu bem aqui,aprendendo coisas da vida intrauterina. Estamos presos por um cordão. Nesse momento,sou minúsculo. Um simples embrião.
Sou sua sementinha. Sou sua preciosidade. Sei que já me conhece, sinto seu grande amor,sua doçura.
Começamos nossa jornada. Ainda não sabemos se serei calminho ou ficarei de plantão nas madrugadas.
Mas, ainda temos tempo. Estou me desenvolvendo e também te conhecendo. Percebendo aqui dentro,o seu mundo aí fora.
Você ainda não espalhou a notícia da minha chegada. Vai ser puro agito!
Nem acredito que tem tanta gente querendo saber de mim. Querendo saber quem sou. Qual nome terei. Se vem mais um princípe ou será a vez da princesa.
Calma aí povo!
Falta só mais um pouquinho para vocês conhecer meu rosto.
Mamãe acabou de confirmar os testes. Deu início ao pré-natal. Ela está cuidando da gente. Enquanto isso,eu vou crescendo... Ano que vem a gente conversa!

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Aconteceu


Quando dei por mim
Não tinha como fugir
Aconteceu o inesperado
Um amor sem predicados

Era nós nos rolês
Na sala vendo TV
Na feira ou na pracinha
Sempre eu e você

Aconteceu sem a gente ver
Você já era parte de mim
Sem saber já era teu
E assim aconteceu

A gente ia ao teatro
Visitava exposições
Sempre tão juntos
Vinham as perturbações

Mas isso não importava
Eu já estava em ti
Você não saía de mim
A gente pouco ligava

Nem preciso estar aí
Você está sempre aqui
Porque somos indivisíveis
Que se dane "os disse me disse!"



sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Ao Meu Morcego Lindo

Querido Batman,espero que ao ler esta,se encontre bem. Pois as notícias não são nada animadoras.
Gotham City está em perigo mais uma vez. Derramaram um vírus em sua atmosfera,o mundo todo se contagiou. Até ficou sem poder viver como antes: sem as festas populares,sem poder abraçar,beijar nem aglomerar. Até os familiares (mesmo os mais chegados!) precisam se distanciar.
O vírus do afastamento veio para ficar. Já matou tantas pessoas. O estrago tende a se alastrar!
Assim todo o ano se passou. A vida estagnou. Um "novo normal" se espera. Quem dera fosse possível!
Ficamos sem Carnaval. Sem Páscoa.Sem Festa Junina... Sem especial de Natal.
Meu charmoso Batman,preciso urgentemente de ti. Não quero ficar sem Papai Noel. Para o Bom Velhinho,sempre tirei o chapéu.
Não é justo mexer com a vida nem com a cultura de um povo. 
A mesma que atravessou os séculos,por todas as Idades da História da Humanidade. No entanto,precisou de poucos meses para fazer dela ruínas. Como assim,não vivemos nada,não somos nada de uma hora para outra?!
Estou inconformada. Milênios de ilusões. Que serviram para ilustrar os livros didáticos e tantas outras literaturas.
Me sinto personagem de uma grande farsa. Além de tudo,já era mesmo  inadequada para viver neste mundo.
Perdi meu contato com as renas de Noel. Por isso, resolvi te escrever. 
Ele faz parte do 'grupo de risco',elas precisaram se distanciar. Apenas em ti confio. O mundo ficou fora do normal. Não posso escutar tudo que dizem por aí!
Conto com sua grande coragem e sabedoria. Sei de sua humanidade. Sua imensa responsabilidade com a vida.
Espero que os Correios não fechem,devido novo lockdown,para que esta chegue o mais breve possível em tuas mãos.
Homem Morcego,Gotham City não é mais segura para os próprios habitantes.
Você é o mais perfeito na busca dos arqui-inimigos. Pois ninguém brinca com Gotham desse jeito e sai ileso!
Sou tua fã,desde tempos imemoráveis.

Com toda minha admiração e imenso respeito por ti

Maria Valdelice

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Quem Dera!

 


Quem dera ela existisse

Seria mais fácil engolir o orgulho

Quem dera fosse verdade

E nem paliassem

Não doeria ver sua autodestruição

Melhor se ela o tivesse na mão

Quem dera que fossem felizes

Que mostrassem ao mundo

o amor com cumplicidade

Ela nunca esteve entre nós

 Estávamos à deriva,direções opostas

Ainda assim, doía vê-lo deambulante

pelos desertos da vida

Me vi tão perdida

Quem dera...

Se ela o tivesse fisgado

Meu orgulho ferido cantaria

Vê-los radiantes não me devastaria

Ela não tem sobrenome,tem fabricante

Sua eterna parceira,pelos becos e ruas

A quem fiel continua

A elegeu melhor companhia

Ela o enfeitiça!

Não tê-la é angustiante 

Que ela fosse tudo pra ele

Que com ela crescesse

Que fosse o seu benéfico estimulante

Ah,quem dera!




sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Cantiga de Amor (4)


Nas madrugadas,ele vem
Envolve-me no seu abraço
Toca suavemente meus lábios
Sussurra ao meu ouvido
Promessas do seu retorno
E parte para terras além

Só quero meu Cavaleiro
Senhor dos meus desejos
Sentir seu suave beijo
A cada madrugada que vem
Sussurros e apelos
Não quero ver partir meu bem

Acorda-me agora!
Mostra-me teu esconderijo
Sabes quanto te preciso
Senhor dos meus sonhos
Qual será teu plano?
Leva-me contigo!

Espero-te a cada madrugada
Quase desesperada
Rogo aos céus para logo dormir
Para ter-te outra vez aqui
Senhor dos meus desejos
Aos teus carinhos sucumbir

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Sacrifício

A obediência é o verdadeiro sacrifício. E isso não se relaciona com os rituais de magia,tenha ela a cor que tiver.
Pois todos sabemos o quanto custa seguir regras de modo geral.
Contudo,é preciso seguí-las no local de trabalho,na escola,nos cursos, nos aeroportos,nos consultórios médicos,entre outros.
Respeitar horários. Vestir a roupa adequada para aquele evento ou cerimônia. (Vale lembrar que nas situações descritas acima,ocorre seus respectivos rituais.)
Comer alimentos saudáveis,fazer exercícios. Ir ao médico regularmente.
Mudar velhos hábitos. Tudo requer algum tipo de esforço,que nem sempre é físico.
Ser disciplinado não é facil. 
Nisso consiste a obediência. Tudo requer fé. Acreditar na possibilidade de novas realizações. De conquistas,de libertação.
Fé nos bons resultados. Nas recompensas. Na vida melhor.
Não importa qual fé você professe. Nem qual seja sua filosofia de vida.
Ou a ideologia que defenda.
Foi o que me ensinou o livro mais lido em todos os tempos.
Mesmo sendo escrito por diferentes autores,em diferentes momentos da História da Humanidade.Apesar de sua inspiração ser questionada entre filósofos e outros estudiosos do "sagrado"; o considero fonte segura de conhecimentos gerais.
Sua mensagem principal é o amor.
E viver o amor é um ato de obediência, adoração,renúncias e devoção.



*Acima uma ilustração de Gênesis 22


*RITUAL: toda situação que envolve sequência de ações. Por exemplo: ao acordar escovar os dentes,lavar o rosto ou tomar banho,ir tomar o desjejum...trabalhar...

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Cantiga de Amigo (2)

 


Oh,amiga tão amada!

Onde poderia te encontrar?

Para sentadas à boca da noite

Na calçada,até tarde prosear

Amiga,louca saudade aperta

Este peito envelhecido geme

Escuto nossas falações

Ainda tão meninas

Quando ainda tínhamos ilusões

Amiga de minh'alma

As estradas nos afastou

Na memória,sua gaitada se eternizou

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

sábado, 31 de outubro de 2020

Lenta Mente


Lentamente tudo escapa
Como o sobe e desce da maré
Memórias são levadas
Uma correnteza que arrasta
Corre pelo leito do rio
Em outros rios desaguam
Lenta mente que vaza
No bater das águas
Pedras se desgastam
E tudo escapa
Memórias lançadas na margem
A correnteza tudo afasta
Um olhar perdido
Contempla a enseada

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Bryan Guilherme


Um Ninino Azú
Um mundo de fantasias
Cores, texturas, sabores
Perfume de alegria

Espantos e interação
No seu falar pouco compreensível
Tudo tem um enredo
Tudo fica tão bonito!

Coisas de um certo Ninino Azú
Que gosta do maello
Do védi e do vemello
De todas as cores

Desconstruindo palavras
Constrói seu vocabulário
E fala esse atiiivo Ninino!
Sozinho cai na risada

Gosta dos Minions
Do Léo Caminhão
Da Pepa e da Patrulha Canina
Com ele sou sempre menina


*Meu Bryan faz 3 aninhos
Pelos vídeos me deixa toda besta,manda beijo pra vó linda. 
E reina,o tempo todo. Fala sozinho,muito criativo. Xodó de vó,fazer o quê?

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Especial| Desafio Literário

 


Oi povo bonito deste universo dos blogs! 

Está acontecendo uma interação entre as plataformas Blogspot (Blogger) e WordPress,desde Setembro do corrente ano. Cujo idealizador, Rodrigo Meyer,deu início com a palavra LIVRO.

No mês seguinte (que nem acabou!), foi a vez do caríssimo Sandro Ernesto continuar o desafio, com a palavra PAZ.

Para o mês de Novembro,Sandro me incumbiu de continuar o desafio. Deu coceira na cachola!

Pensei,pensei...e resolvi que vamos falar de ORAÇÃO. Estamos vivendo um momento bem difícil para todos,em cada parte do mundo; causando prejuízos dentro do mundo particular de cada um de nós.

As regras continuam:

1. Escrever um texto no formato que preferir (poesia/prosa...).

2. Postar no seu blog  e em outras mídias,se possuir.

3. Deixar o link de sua postagem aqui nos comentários 👇👇👇👇

Bora participar,espero por vocês nesta nova edição do desafio!

Quem postar por último é ----------------

você completa a frase 😂😂😂🤣

Este desafio começa no dia 01 (um) de novembro e vai até o dia (30) trinta. Para que possamos interagir e conhecer outros estilos.


sexta-feira, 23 de outubro de 2020

O Sono


A cama feito nave,mexia-se
Girava,giRaVa...girava
Envolvida no balanço
Seu corpo amolecia
Os olhos fechavam-se
Entregue aos sonhos 
Ou sonhava que vivia
O mundo era metamorfo
Enfim,quando amanhecia
Nem lembrava o que sonhou
Talvez nem se quer despertou
No mundo e suas formas
Formas de ser,de viver,de conceber
Talvez o prazer era enlouquecer
Quando no raiar do dia
Sem saber do que despertara
Sem saber se ainda dormia

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Banho de Chuva

 


Ela corria feliz na chuva 

Era assim no mês das trovoadas

Descalça e sem blusa

Subia e descia as calçadas


Em janeiro começava a chuvarada

Mês de reparar as goteiras

De fazer lambedor pra meninada

E aparar água na biqueira


Mês de dormir com as costas quentes

Por cometer o desatino

De correr contente na chuva

Menina de short e descalça

Que pensava já ser gente


Subia e descia as ladeiras

Não sentia cansaço,suja de lama

Molhada de brincadeiras

Tudo que não queria era a cama

Toda descabelada,debaixo da biqueira


* Na minha infância,janeiro era o mês das "chuvas de trovoadas". Mês quente e úmido; a chuva trazia resfriado e gripes devido o choque térmico.

*biqueira: cano para queda d'água do telhado,ou embutido jogando a água na rua.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Desafio Literário|Depois de tudo,a paz.

Depois de desencontros
Depois de tanto amar
Depois de ser família
E como família perpetuar.

Depois de cada tempestade
Depois de viver com verdade
Depois de muito lutar
E ver o fim nos arrastar.

Depois de reaprender o respeito
Depois de amar direito
Depois de precisar decidir
Foi minha escolha sair.

Depois de tantos absurdos
Depois de dias confusos
Depois que tudo se refez
A paz reinou outra vez.

sábado, 3 de outubro de 2020

Desafio Literário| Impressões do Cheiro


Cheiros que irritam
Cheiros que entristece
Cheiros que purificam
Cheiros que adoece

Cheiros não percebidos
Cheiros que maltraram
Cheiros esquisitos
Cheiros que desgastam

Cheiros que transportam
Cheiros que se eternizam
Cheiros que desconfortam
Cheiros que identificam

Cheiros que seduzem
Cheiros que invadem
Cheiros que confudem
Cheiros que ardem


Ele disse que posso e eu me meti mesmo!
Mais um desafio para dar asas à criatividade com  Panografias

Então se deseja sentir outros cheiros:
1. Escreva um texto/poesia no formato que desejar,com o tema CHEIRO.
2. Publique no seu blog e em outras mídias (redes sociais).
3. Leve o link para o blog Panografias do queridíssimo Sandro Ernesto.
Este desafio começou no dia 01/10 e termina no dia 30/10 para que possamos ler e interagir com todos os participantes.


*Fiz confusão com os desafios,por isso peço-lhes desculpas. O desafio continua. A palavra a desenvolver é PAZ e as regras são as mesmas. Mas,devem levar o link para o blog do Rodrigo Meyer. Obrigada Sandro.

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Domingo

Abro a porta
A luz da manhã
Invade a sala
Me jogo no safá
Exausta
Com um fio de vida
A imaginar
Forças?
Onde procurar?
A casa me olha
O cansaço apavora
Ali jogada
Ali desistimulada
Todos os dias são iguais
O sol aquece
A chuva molha a terra
Os pássaros cantam
Borboletas sobrevoam
O desafio segue
Enfrentar a mim mesma
Sem deixar que todos percebam
Que ultrapassei os meus limites

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

confissões


Tens sido minhas noites insones
A vontade de fazer-lhe confissões
Tens sido a música que acalma
O pulsar inesperado desse coração

Tens sido o inacessível
E o mais próximo de mim
Tens provocado-me calores
E o desejo de ter-te aqui

Tens sido a louca vontade de viver
O indizível que nunca senti
A tranquilidade de um abraço
O mar revolto que me sorrir

domingo, 20 de setembro de 2020

Desafio Literário|A Magia das Palavras

 Visitei o Blog Panografias e resolvi fazer parte do desafio.Grata pelo convite aberto. A blogosfera está precisando de mais pessoas assim.Aos que sentir vontade, basta participar. Clique no link abaixo para saber as condições.

Sandro Ernesto


Dentro do livro são mágicas

Palavras que dançam na mente

Abrem estradas, mostram caminhos

Só preciso abrir o livro

Nunca estou sozinha

Não importa o tipo de literatura

Elas me absorvem,me seguram

Meu corpo parece levitar

Luzes capturam meu olhar

Atravesso cada página

Me envolvo na magia das letras

Que convidam-me a interagir

No mágico universo que me sorrir

Como garimpeira das letras

Busco o mais precioso diamante

Mergulho nas palavras

Vivo cada instante




quinta-feira, 17 de setembro de 2020

O Balançar da Vida


Meus galhos balançam com vitalidade
O vento os conduzem num bailar majestoso
O orvalho suaviza as altas temperaturas
Algumas vezes
 o vento sopra violentamente
É inevitável não quebrar algum galho
Folhas forram o solo,secam
No tronco surgem renovos
E continua a vida verdejante
Flores a perfumar o anoitecer
Exalam amor,ainda que haja dor
Fortalecem o meu pelejar
O vento volta a sacudir meus galhos
Minhas raízes a se acomodar
Mais profundamente
Permitindo a vida se renovar.


*Foto montagem: minhas pimpolhas e os renovos (meus netos) de uma gigantesca árvore

domingo, 13 de setembro de 2020

Cantiga de Amor (3)


La Barca preenche o ambiente
Seu olhar me intima a bailar
Com movimentos de aproximação
E de afastamento,sensualiza

Meu coração acelerando
Envolvidos nas notas do violão
Colando seu corpo ao meu
Em suaves movimentos,desliza

Afundados em sutil tortura
Minha cigana voa pela sala
Dois pra lá,dois pra cá...
Somos desejo e loucura

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Moleca

 


Por que repara no meu shortinho?

Na minha blusa de ombro caído

Nos meus volumosos cachos

Em todo o meu volume

Na minha naturalidade

Desfilando de rasteirinha

E daí se passei dos quarenta?

Ser autêntica nunca teve idade

E daí se leio clássicos históricos?

Sou louca por romances!

Perfume de Lilás

Aliás,leio tuuudo da Nova Cultural

Julia,Sabrina, Harlequin

Moleca,dona de mim.



segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Agradecimentos



Quando comecei a fazer poesia,escondia por vergonha da opinião das pessoas. O que não aconteceu somente comigo. Outros poetas descrevem histórias parecidas com a minha.
Certo dia (na escola, ensino fundamental) meu professor de História percebeu minha habilidade e indicou livros para que eu melhorasse a arte de escrever rimas.
Assim como o professor Lenisval muitas outras pessoas me incentivam. Cada uma a sua maneira.
Recebo visitas ocasionais de leitores curiosos, que algumas vezes usam o formulário de contato deste blog para elogiar ou discordar do que leu.
A estas pessoas meus sinceros agradecimentos; pois nem todos querem aparecer, assim como eu nunca imaginei ser lida em terras longínquas deste mundão de Deus. 
É gratificante ver que há pessoas que não leem somente o post mais recente. Ler tudo que está no blog: frases,imagens, postagens e comentários em geral.
Além de perceber que meu poetizar tem diferentes abordagens, são rimas rebeldes. Mensagens direcionadas para um público curioso,criativo, crítico e interativo.
Aproveito para me desculpar por não poder responder a todos. Nem visitar os blogs amigos mais vezes. 
Sou grata pela compreensão e colaboração de todos que estão sempre por aqui ou que me visitam esporadicamente. 
Não esquecendo daqueles que visualizam e nada comentam. Sei como fica difícil (muitas vezes) expressar ideias no comentário,assim continuam lendo sem escrever o que sentem.
Mesmo assim,continuem vindo aqui,nem que seja apenas para dá aquela curiada 😉
Xeru nôceis tudinho!

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Nas Ondas do Poetizando




Este blog foi criado por uma mulher intensa
Pra você que ler e comenta
Que dá asas à poesia
Ouve nos versos uma melodia

Vem comigo,nas ondas do Poetizando
Sintonize os sentimentos
Aumente grau do lirismo ou realismo
Pode vim sem pré-julgamentos

Nas ondas do Poetizando
Com toda rebeldia das rimas 
Vall Nunnes no comando
Não saia desta sintonia!

Na estação Poetizando
Compartilho ilusões
Versos sem regras nem técnica
Para descontrair quem por aqui navega

Obrigada pela companhia
Fazendo uma visita surpresa
Conectando-se neste poetizar
Não importa onde você esteja





segunda-feira, 24 de agosto de 2020

XI INTERAÇÃO FRATERNA: CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL


Estou felicíssima em participar de tão grandiosa comemoração. São 11 anos de blog. Tem muita festa nos próximos dias! 🤩🤗🥂🍾🌺💐💐🌹

 

PARTÍCULAS DO AMOR


Se o homem tivesse real consciência

de sua brevidade

Se desapegaria da ilusão de eternidade

Somos pó, partículas do Amor

Semeado na criação

Herdeiros de tão  puro amor

Ainda assim,podemos escolher o que ser

Somos Dele...Tudo é Dele!

TUDO NOS É DADO POR ELE

Deveríamos ser seus leais parceiros na criação

Se o homem tivesse real consciência

de seu Valor

Permitiria que o Esplendor Divino 

fulgurasse o seu breve existir

Jamais permitiria viver um instante longe do seu infindo carinho

Em momento algum, pensaria estar sozinho

Teria plena consciência de si mesmo e da constante benevolência do Pai



Participação do Poetizando na XI INTERAÇÃO FRATERNA 



 


 

domingo, 23 de agosto de 2020

Afastamento Pessoal (3)


Ninguém ver o machucado
Nem compreende a falta de disposição
Acreditam que gosta de ser sozinha

As dores são tantas...
Os desconfortos não têm fim
O cansaço não some
E as alterações do humor?
Dizem que é falta de sexo

A doença tira a libido
Parece esquisito, né?
Ninguém compreenderia
A dor não é visível

Parece um pesadelo
O sono tem alterações
A vida vira uma confusão 
Dói cada articulação

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Leia-me!

 

Leia-me

nas entrelinhas

nos signos semióticos

de um texto multimodal


Leia-me

no humor da charge

na crítica da tirinha

nos ícones da mensagem


Leia-me

no grafite daquele muro

no ritmo da lambada

no som rasgado de um sax


Leia-me

perceba o que não digo

nas rimas do cordel

rabiscadas num papel

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Sua Risada


Sua risada enchia a casa
Sua vida era servir
Seus conselhos,um diálogo
Sua presença enraizada
Personalidade forte
Espírito carinhoso
Filha da generosidade
No amor,se entregou com verdade
Viveu sem ter vida
Forte,sofrida,capaz
Ela nunca saiu,continua conosco
Rindo,cantando no meio da gandaia
Fazendo farra com os netos
Vivendo a história do filme
O capítulo da novela
Minha eterna véia


*  Ontem fez um ano sem ela
Na foto com Maria Clara (neta mais nova)

sábado, 15 de agosto de 2020

Eu quero



Eu quero...
Esse corpo moreno
Suave veneno
Que me faz feliz

Eu quero...
Suas mãos atrevidas
Percorrendo labirintos
Ativando meus instintos

Eu gosto...
Assim,mais um pouquinho!
Um xeru, um carinho
Me faz endoidecer

Eu gosto...
Da sua cálida língua
Molhando minha boca
Me deixando doida

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Afastamento Pessoal (2)


Ter fibromialgia é viver sozinha
Sem esperança de um dia sem dor
É não confiar em ninguém
E ter uma única certeza:
Deus jamais me abandonou

Mesmo quando chego ao limite
Quando nada faz sentido
Quando duvido da minha fé
E ninguém acredita no que sinto

O nível de dor varia
Não cessa,apenas migra
Se espalha até a alma
Eita vida boa aperriada!

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Cristal Rosa


Representas o Amor Divino
Cristal da beleza interior
Revela em ti a Flor
Em cores esplendorosas

Esmeralda rosa, fascínio!
Berilo luminoso
Irradiando...seduzindo
Tens o dom de acalmar

Bruta pedra, Morganita
De alma translúcida
Renova as boas vibrações

Tons alterados pela luz solar
Portal para o mundo espiritual
Transforma a vida emocional

sábado, 8 de agosto de 2020

"É Estado Cristão!"



"(...). As minorias têm de se curvar ou desapareçam! (...)."
Declarou o sábio cavaleiro templário
Mesmo antes de assumir a presidência
Se opondo à Lei Magna deste país
Sua pátria não é verde nem amarela
A Democracia o insulta
Logo a quem não faz balbúrdias
Por ser o Presidente
Por ser Soberano
Não escuta o clamor do povo
Não um chefe de Estado Elitista
"O Brasil será das maiorias!"
Profetizou nas campanhas
O Messias ditador cristão
Mas,foi ele o vencedor das eleições! (?)
Para seu Brasil dar certo
O país deve falar a mesma língua
Terá de unificar a Fé
Revogar as Unidades Federativas
Eliminar "os paraíbas"
Que sustentam a Soberania
Daqueles que estão no (des)Governo
Porém,pensar é para poucos
E a Gente Brasileira é formada
Na sua maioria,por pensantes loucos



quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Ausente

 Oi gente bonita da blogosfera!

Estive ausente,forçadamente,nos últimos meses,depois conto com mais detalhes o motivo. Ou alguns deles.

Hoje venho mesmo é agradecer o carinho de todos que visitam sempre ou esporadicamente este blog. Senti tanta falta de interagir com voces .

Nossa,poderia citar cada um de vocês.😉😃😘. No entanto,direi bem rapidamente que voltei e vou comentar muitooo. Amo isso!

Dizer para a Ester que amei ser apresentada em seu espaço cheio de conhecimento compartilhado,e visitada por seus (e agora meus também) seguidores.

Ao querido Paulo Tamburro digo:gosto demais de visitar e comentar em seu blogue. E tá bem combinado voltar lá a qualquer momento.

E pra Céu (do céu!!):menina fiquei vermelha com seu comentário na postagem Esboço. Eu comparada com Monet. Obrigada linda!

Douglas,meu Batman inesquecível, tenho lido seus posts e me divertindo muito. Além de aprender sempre com sua irreverência ,grande conhecimento,zelo e profundidade no que escreve.

Obrigada pelas dicas de como blogar e por falar um pouquinho mais deste outono infindo. Adorei saber um pouco dela e do mundo construído pelo amor de vocês.

Rosélia...me espere lá para mais leituras edificantes. Sardade galega!

...

Gente voltei!

Me aguardem!

domingo, 31 de maio de 2020

Esboço



Lápis e pincéis
Guache entre papéis
Esboço na tela
Da obra que se revela

Traços bem delineados
Desenho bonito do rosto
Reais feições
Sinto um antegozo

O corpo é moreno
O olhar é provocante
A boca é delirante

O esboço ganha forma
Aquele corpo que me olha
Minha boca se molha

Nos jardins do natural desejo
Nu, recrio Monet
Como a Mulher com sombrinha
Aprecio seu esboço sozinha

sábado, 30 de maio de 2020

Os Filhos de Deus e as filhas dos homens


A malignidade humana, assim principiou:
Os Filhos de Deus se atraíram e escolheram
Para si as filhas dos homens
Desta uniões nasceram homens 
grandemente perversos
Que não temiam ao Senhor
Os Nefilins resultaram da cobiça
De viver segundo a vontade da carne
Enquanto os Filhos de Deus,
 tinham conhecimento do caminho reto
Eram homens instruídos na fé monoteísta
As filhas dos homens
Viviam de acordo com valores mundano
adorando deuses pagãos
Não houve relacionamento entre anjos e humanos
De acordo com a Bíblia, isso não seria possível
O ser humano tem o mal em suas entranhas
E tem se permitido dominar
Desde remotos tempos
O Dilúvio veio porque a perversidade
Do homem havia crescido muito na terra
A História se repete...o amor carnal
Continua crescente
Os valores são invertidos
O ruim parece ser o certo a seguir
Ser  diferente é altamente incômodo
E como naqueles dias
Tá vindo por aí, o fim da festa

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Ma Femme



Esse corpo meigo e sinuoso
Faz de mim presa indefesa
Tudo nela é volumoso
Inebriante beleza
Na fricção dos nosso corpos
Mergulhei em suas profundezas


Desse jeito ela me subjugou
Delicadeza de menina
E puro gosto de mulher
Faz comigo o que quer
Seu perfume gostoso
Me deixa todo bobo
O seu fogo me consome
Ma Femme
Eu sou seu homem


quarta-feira, 27 de maio de 2020

Festa de Rua


Tenho grande saudade
Dos agitos com a galera
Nas festas de rua
No centro da cidade

Lembranças da moça
Que beijei com vontade
🎵"...Ô requebra,requebra,requebra sim
pode falar,pode rir de mim..."🎵

Minha deusa marron
Olhar sensual 
Provocante Baton...
🎵"...Faça o que quiser mas eu não vou
te esquecer/quero você amôooo..."🎵

A gente dançava agarrado
Se jogava...pulava e cantava
A gente se acabavaaaa!

Ela requebrava  pra mim
Se divertia com a minha cara
Ao som da Banda Valneijós
Minha deusa  marron
Pra mim bamboleava

Lembranças eternas de
Olodum,Netinho,Timbalada
E Araketu sucessos que
Levava a galera ao delírio
Momentos que jamais esqueço


 

Transformação


esperava apenas a morte
seguia com seus compromissos
seu raro lazer
da vida nunca quis muito
e...em apenas alguns segundos
uma transformação se deu

a morte era uma certeza
porém, o tempero da vida
se alterou
as cores não eram as mesmas
elas diziam muito, não viam
pontos finais

tudo ainda permanecia escuro,
com beleza e pureza
indescritíveis

mesmo com limites
aguardava o futuro
permanecia sonhando
bailando no colorido
dos seus sonhos mais bonitos
      

terça-feira, 26 de maio de 2020

Linguagens do Amor


Ao som de Olodum
Escrevo pensamentos
Externando sentimentos que
Não vi em lugar algum

Não vejo meios de te falar
Que linguagem poderei usar
Quando não se fala a mesma língua?
O que pensei nos unir,distancia

Amar não é o bastante
Quando vive-se distante
Não por sermos de países diferentes
Para amar é preciso ver
Com um olhar que sente

Olodum, embala meus escritos
Como na letra da canção
"Eu grito liberdade..."
De liberdade carece o amor
Que livremente nesses versos grito

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Uma Mulher


Pensava saber amar
Queria o mundo explorar
Mal sabia o que iria viver
Nem imaginava o seu poder

Precisou aprender muito mais
O sofrimento foi inevitável
Para perceber a felicidade palpável
Quando terminasse a fase dos ais

Somente assim seria feliz
Aceitando as possibilidades
Entregando-se com verdade

Assumindo o que é,o que sente
Libertando as amarras do coração
Entregando-se ao momento presente

domingo, 24 de maio de 2020

Declaração



Eu pensei em comprar bombons
Trufados, recheados com maçãs

Eu sei, tens o coração trancado
Meu bem, eu sou por ti apaixonado

Eu pensei e escrevi pra ti poemas
Pra despertar sua atenção

Eu sei... uma boa dose de romance
Aumenta as minhas chances de
Lhe roubar dessa solidão

Então venha comigo passear
Por entre as flores namorar
Vamos ao Jardim?

Prometo que seremos bons amigos
Não há segredos,nem coração dividido

Sou um homem fiel
És minha alegria, o meu céu
Me deixe ser o seu abrigo
Amor, eu não brinco