sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Não quero buquê de flores

Leve-me aos jardins para vê-las dançantes,
em cores vibrantes,bailando ao vento.
Gosto de vê-las assim,
na vastidão dos verdejantes campos,
a me sorrir.
Deixe que desfrutem os breves momentos da vida,
alegres, delicadas...coloridas!
Não as quero num buquê,
gosto de contemplar os campos floridos,
sentir olores silvestres.
Apreciar as cores esmaecendo no entardecer,
celebrando a vida no sereno da noite.
Céu límpido, ar ameno.
Leve-me aos jardins em dias de chuva,
para vê-las contentes, livres...
exalando vida.
 

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Imperecível

A morte nos fez perecíveis.
O corpo natural acaba,
sangue e carne não fazem parte 
do Reino Celestial.
Quem pertence aos Céus,
se assemelha ao homem celestial.
Dai glória,ó povo fiel!
Onde estará a morte agora?
É chegada a hora da vitória!
O homem natural já não existe.
O mortal se revestiu da mortalidade.
O espírito vivifica-se eternamente.
A desonra converteu-se em honra.
Todos serão transformados.
Mesmo que nem todos adormeçam.
Há diversas espécies no mundo, 
nos diferentes biomas.
Para cada uma,um tipo de corpo.
Um corpo natural foi semeado,
Entretanto,ressuscita um corpo espiritual.
Porque há corpos terrestres e corpos celestes.
O perecível não herda o imperecível.
Se recebemos a imagem terrena,do primeiro homem;
Também receberemos a imagem do homem celestial.
Na ressurreição dos incorruptíveis,
Haverá transformação e cessará o mal.



*Texto de 1 Coríntios, capítulo (15) organizado de acordo com a minha compreensão.

sábado, 16 de janeiro de 2021

A Flor Mais Bela

Vó,essa é a Flor Mais Bela.
No jardim,a rosa vermelha.
A Flor mais bela do Brasil!

Com quantas letras se escreve vó?
Vó é tudo que temos,
É tudo que temos na vida.

Vó, a nossa guardiã.
A rosa que perfuma minha vida.



*Minha filha Laudice ama vermelho,assim como sua avó Creuza.
Escreveu esta carta-poema para expressar a importância de sua avó nas nossas vidas.
Isto foi ainda quando estava na segunda série. Hoje tem vinte e três anos, é mãe do Bryan (3 anos) e espera seu(ua) irmãozinho(a). Nascimento,previsto para Junho.
Com sua permissão,reli a poesia e trouxe aqui para o Poetizando.
A encontrei entre fotos,em um dos álbuns de fotografias da minha saudosa mãe. Que a guardou com tanto carinho.
Esta produção é resultado de uma atividade de escrita,momento comum na escola. Assim,recebi (o pai dela e minha mãe também) muitas cartinhas.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Assim é a vida

As pessoas estão doentes
Quanto mais têm,
Mais precisam.
Acham que sexo é amor
Querem o momento
Sem envolvimento
Sem sofrimento?
Amantes
Ficantes
Pegantes
entre outros "antes"
Brinquedos em casa e na rua
Segue a vida sem vida
De tudo sortida
De nada abastecida
Pessoas viciadas
Entediadas!
Procuram uma presa
Carentes...
Inconsequentes.
Afogadas em suas tempestades
Preferem às escondidas
O que todo mundo ver
E finge não entender.


sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Súplica


Ó Deus não esqueças dos que o teme
Toda a Terra geme diante desta mal
Todos os dias rogo aos Céus
Envia teus anjos para aplacar este caos
Lembra-te,Senhor, desta pobre gente
Sujeita a toda sorte de opressão
Cuida,ó Deus,guarda cada coração
Que ainda acredita em lábios lisonjeiros
Em homens vis que amam o poder
Porém,da própria podridão hão de beber
Deus meu,sei que não te escondes
Contudo,meu coração se aflinge
Ouve,Senhor, as vozes deste horror
Salva-nos das línguas enganadoras
Por tua infinita justiça esperamos
Ampara-nos na tua misericórdia


terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Por que dói tanto?

 

Me recuso a ser cobaia

Que consome o que produz

os laboratórios

Nem os médicos têm certeza

Se é neuropata ou inflamatória

Suas causas variam de pessoa para pessoa

A dor se faz presente em todos os casos

Fazem pouco caso de quem a sente

Nem sei quem vive mais dormente

Ninguém sabe afirmar o motivo da dor

Nem como tudo começou

Tudo incomoda

Tudo causa medo

A dor é uma resposta

Alimentação saudável ajuda

Uma vida mais natural

Traz muitos benefícios a todos

Não somente aos que têm a fibro

E os médicos pouco sabem

Nem sempre medicação ajuda

Na verdade ela perturba

Acaba trazendo outros males

Sendo uma doença personalizada

Não existe idade,gênero ou peso

Nem "grupos de riscos"

Que facilite seu surgimento

Ou remédio que traga cura

Por que dói tanto?

Por que tanta sensibilidade?

Por que vivo num mundo que não me cabe?

Me recuso a ser cobaia

Me nego a piorar minha situação

Me entupindo de medicamentos

Que não cessará meu sofrimento

Não há um consenso na Medicina

Que explique os casos de Fibromialgia

Há um descontrole hormonal

Que só sabe quem vive

A síndrome do desconforto total


sábado, 2 de janeiro de 2021

Desafio Literário|Esperançar


Esperançar é acreditar no possível
É mergulhar no teu oásis interior
Realizar o que começou num sonho
Polinizar a flor do amor

É sentir quem és
Saber o que desejas
Onde precisas ir
Abraçar o desconhecido
Esvaziar-se do que é negativo

Transformar sonhos em realidade
Descobrindo a perseverança
Conectar-se ao teu EU
Ver o mundo com olhos de criança



Oi povo querido do universo dos blogs!
Dois mil e vinte e um começou, o desafio iniciado em Setembro do ano passado continua. Aqui está minha participação no mês de Janeiro. Sob o comando da Roselia,que nos convida a esperançar.
Nunca deixar de acreditar...sonhar,perseverar,realizar.
Você também pode participar. Vamos viver o desafio de sonhar juntos?

RE Cortes

>Infelizmente,não deu para botar outras fotos. É muita gente!< Eu sou fragmento de um imenso mosaico. Arte tecida pela vid...