segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Contradições





Outro dia,vi um certo professor afirmar que em determinado continente,as mulheres não são feministas.
Mas,como se explica,miúdas daquele mesmo lugar pregando sobre a liberdade sexual: "A virgindade não passa de bobagem,uma forma da dominação do mundo colonizado".
O jeito é ir lá e ver bem de perto!

Outro dia,período eleitoral. Vi um certo candidato afirmar que no seu país,cidadão algum vivia mal…
Então,como explicar as consequências das altas inflamações,o pão cada vez mais caro,a educação sem qualidade e nem sempre acessível?
Ao pobre tudo falta, enquanto a política é feita de falácias.
É cada esquisitice!

Todos os dias a gente vê,a gente escuta um bando de pessoas hipócritas,que acreditam que todas as outras são burras.
Pensa que somos cacimba,pra engolir corda!

Toda hora,as mídias mostram o mundo sob a sua forma de compreensão e capacidade de sua projeção. Enquanto o povo sofre as consequências de um mundo movido pela ambição.
Esse mundo não passa de uma enorme contradição!


© Valdelice Nunes
*imagem* Ithadar
#Jøfráseø_Editora
https://poetizarpravariar.blogspot.com/?m=1

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Falta amor (?)

👇🏻 imagem: Pinterest


Falta amor (?)

Se falta amor
Ambos têm culpa

Mas,como demonstrar que não é bem assim?

Você parece não se importar,por isso,divido tudo isso só comigo!

Nunca apoiaste meus sonhos
Nem mesmo os ajudou a virar realidade…

Se amar é silenciar
Sei que sou amada com verdade.

Só que dói,poderias usar menos frieza,sabes que na vida tudo não passa de incerteza.

Eu gostaria de partilhar bobagens contigo. Como digo,só pensei... bobagens!

Estranho esse teu jeito de amar
Dizes, silenciosamente,que não sou capaz. Que devo me aquietar.

É certo que quem ama repreende. Mas, também ensina a voar.



#Jøfráseø_Editora

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

BRADEI


Minhas culpas sufocam-me
O mundo desabou sobre mim
As dores são insuportáveis

Como o salmista, bradei…
Despi minh'alma
Ao meu Deus roguei justiça
 Janet Lee (Pinterest)


Não suporto mais calar
Minh'alma anda abatida
Somente Nele encontro vida

Bradei para ser livre de mim
Tudo lhe confessei
Tira-me desse lamaçal
Onde,imprudentemente, pisei!

Eu creio na tua justiça
Sei que conhece o meu avesso
E ouviu as minhas súplicas
Assim,apagarás as minhas culpas

Vazia é a vida 
Daqueles que não te buscam.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Língua Normativa


A gramática é a fala padronizada
Elementos de sintaxe
E outras chatices 
Ao escrever,escuto o que a voz poética disse.

Estrutura e formação das palavras
Quem assegura é a morfologia
Se eu for escrever pensado nisso
Não sai nada
Me toma a agonia!

No texto a voz precisa fluir
Precisa ter leveza e harmonia
Talvez, você leitor não entenda
Mas uma espiada no dicionário pode ajudar
Gramática é pra organizar
Mas pode dificultar.

A língua não cabe na gramática
Já dizem as vozes de cada região desse país
Sei que você pode pensar o contrário
E faz muito bem questionar
Língua é identidade,não unicidade.
É expressão
Por meio da fala
Expomos opiniões
Seja ao modo alagoano
no meu Português brasileiro
Seja com o Português rebuscado
 de Luís Vaz de Camões.

Pouco importa o idioma
Ou a região onde vive o escritor
Sua escrita quer ser voz
Como voz ser ouvida
Mesmo que não haja espaço pra ela
Na gramática que atesta
O uso correto da língua.


imagem: Pinterest

Toque de Recolher

Houve um tempo em que todo o Planeta Terra foi convocado ao confinamento. Ninguém devia andar nas ruas sem um motivo plausível,p...