domingo, 29 de novembro de 2020

Desafio Literário| Oração


Olhei angustiada
o sol escondia-se no poente
chorei em oração.

Placebo não é cura
CoronaVac, Deus me salve!
que a oração nos guarde!

Que vida seja uma prece
pois lá no alto há Alguém
que nunca nos esquece.

O mundo geme
a liberdade ficou restrita,
a vida em lockdown.

 Vidas são desprezadas
o dinheiro mascara verdades,
cresce a mortandade.

Oremos pela vida!
com qual não se brinca
nem faz do povo cobaia.

Que sejamos uma só voz
numa mesma oração
com fervor e devoção!



🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷
🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷

Minha participação no desafio. Grata ao Rodrigo Meyer e ao Sandro pela iniciativa de difundir e conhecer outros modos de literatura. Uma rica forma de aprendizagem. Unindo o Blogspot e o WordPress,mostrou talentos.
A faixa da continuidade eu passo para a ...🐞 Chica vai nos desafiar na próxima edição.
Ela adora brincar. Vai tirar de letra!
Agradeço a todos que se incluíram no desafio e trouxe a riqueza da diversidade do universo poético/literário.
Xero nôceis tudinho!

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Instinto Materno


Nem cheguei direito, já posso sentir o seu cuidado me protegendo.
Começou a ver mudança no seu corpo, incômodos que antes não tinha. No fundo,bem que você sabia...
Sim,estou aqui!
Crescendo e percebendo seu amor por mim.
Nem imaginava que eu seria mais uma alegria.
E eu bem aqui,aprendendo coisas da vida intrauterina. Estamos presos por um cordão. Nesse momento,sou minúsculo. Um simples embrião.
Sou sua sementinha. Sou sua preciosidade. Sei que já me conhece, sinto seu grande amor,sua doçura.
Começamos nossa jornada. Ainda não sabemos se serei calminho ou ficarei de plantão nas madrugadas.
Mas, ainda temos tempo. Estou me desenvolvendo e também te conhecendo. Percebendo aqui dentro,o seu mundo aí fora.
Você ainda não espalhou a notícia da minha chegada. Vai ser puro agito!
Nem acredito que tem tanta gente querendo saber de mim. Querendo saber quem sou. Qual nome terei. Se vem mais um princípe ou será a vez da princesa.
Calma aí povo!
Falta só mais um pouquinho para vocês conhecer meu rosto.
Mamãe acabou de confirmar os testes. Deu início ao pré-natal. Ela está cuidando da gente. Enquanto isso,eu vou crescendo... Ano que vem a gente conversa!

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Aconteceu


Quando dei por mim
Não tinha como fugir
Aconteceu o inesperado
Um amor sem predicados

Era nós nos rolês
Na sala vendo TV
Na feira ou na pracinha
Sempre eu e você

Aconteceu sem a gente ver
Você já era parte de mim
Sem saber já era teu
E assim aconteceu

A gente ia ao teatro
Visitava exposições
Sempre tão juntos
Vinham as perturbações

Mas isso não importava
Eu já estava em ti
Você não saía de mim
A gente pouco ligava

Nem preciso estar aí
Você está sempre aqui
Porque somos indivisíveis
Que se dane "os disse me disse!"



sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Ao Meu Morcego Lindo

Querido Batman,espero que ao ler esta,se encontre bem. Pois as notícias não são nada animadoras.
Gotham City está em perigo mais uma vez. Derramaram um vírus em sua atmosfera,o mundo todo se contagiou. Até ficou sem poder viver como antes: sem as festas populares,sem poder abraçar,beijar nem aglomerar. Até os familiares (mesmo os mais chegados!) precisam se distanciar.
O vírus do afastamento veio para ficar. Já matou tantas pessoas. O estrago tende a se alastrar!
Assim todo o ano se passou. A vida estagnou. Um "novo normal" se espera. Quem dera fosse possível!
Ficamos sem Carnaval. Sem Páscoa.Sem Festa Junina... Sem especial de Natal.
Meu charmoso Batman,preciso urgentemente de ti. Não quero ficar sem Papai Noel. Para o Bom Velhinho,sempre tirei o chapéu.
Não é justo mexer com a vida nem com a cultura de um povo. 
A mesma que atravessou os séculos,por todas as Idades da História da Humanidade. No entanto,precisou de poucos meses para fazer dela ruínas. Como assim,não vivemos nada,não somos nada de uma hora para outra?!
Estou inconformada. Milênios de ilusões. Que serviram para ilustrar os livros didáticos e tantas outras literaturas.
Me sinto personagem de uma grande farsa. Além de tudo,já era mesmo  inadequada para viver neste mundo.
Perdi meu contato com as renas de Noel. Por isso, resolvi te escrever. 
Ele faz parte do 'grupo de risco',elas precisaram se distanciar. Apenas em ti confio. O mundo ficou fora do normal. Não posso escutar tudo que dizem por aí!
Conto com sua grande coragem e sabedoria. Sei de sua humanidade. Sua imensa responsabilidade com a vida.
Espero que os Correios não fechem,devido novo lockdown,para que esta chegue o mais breve possível em tuas mãos.
Homem Morcego,Gotham City não é mais segura para os próprios habitantes.
Você é o mais perfeito na busca dos arqui-inimigos. Pois ninguém brinca com Gotham desse jeito e sai ileso!
Sou tua fã,desde tempos imemoráveis.

Com toda minha admiração e imenso respeito por ti

Maria Valdelice

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Quem Dera!

 


Quem dera ela existisse

Seria mais fácil engolir o orgulho

Quem dera fosse verdade

E nem paliassem

Não doeria ver sua autodestruição

Melhor se ela o tivesse na mão

Quem dera que fossem felizes

Que mostrassem ao mundo

o amor com cumplicidade

Ela nunca esteve entre nós

 Estávamos à deriva,direções opostas

Ainda assim, doía vê-lo deambulante

pelos desertos da vida

Me vi tão perdida

Quem dera...

Se ela o tivesse fisgado

Meu orgulho ferido cantaria

Vê-los radiantes não me devastaria

Ela não tem sobrenome,tem fabricante

Sua eterna parceira,pelos becos e ruas

A quem fiel continua

A elegeu melhor companhia

Ela o enfeitiça!

Não tê-la é angustiante 

Que ela fosse tudo pra ele

Que com ela crescesse

Que fosse o seu benéfico estimulante

Ah,quem dera!




sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Cantiga de Amor (4)


Nas madrugadas,ele vem
Envolve-me no seu abraço
Toca suavemente meus lábios
Sussurra ao meu ouvido
Promessas do seu retorno
E parte para terras além

Só quero meu Cavaleiro
Senhor dos meus desejos
Sentir seu suave beijo
A cada madrugada que vem
Sussurros e apelos
Não quero ver partir meu bem

Acorda-me agora!
Mostra-me teu esconderijo
Sabes quanto te preciso
Senhor dos meus sonhos
Qual será teu plano?
Leva-me contigo!

Espero-te a cada madrugada
Quase desesperada
Rogo aos céus para logo dormir
Para ter-te outra vez aqui
Senhor dos meus desejos
Aos teus carinhos sucumbir

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Sacrifício

A obediência é o verdadeiro sacrifício. E isso não se relaciona com os rituais de magia,tenha ela a cor que tiver.
Pois todos sabemos o quanto custa seguir regras de modo geral.
Contudo,é preciso seguí-las no local de trabalho,na escola,nos cursos, nos aeroportos,nos consultórios médicos,entre outros.
Respeitar horários. Vestir a roupa adequada para aquele evento ou cerimônia. (Vale lembrar que nas situações descritas acima,ocorre seus respectivos rituais.)
Comer alimentos saudáveis,fazer exercícios. Ir ao médico regularmente.
Mudar velhos hábitos. Tudo requer algum tipo de esforço,que nem sempre é físico.
Ser disciplinado não é facil. 
Nisso consiste a obediência. Tudo requer fé. Acreditar na possibilidade de novas realizações. De conquistas,de libertação.
Fé nos bons resultados. Nas recompensas. Na vida melhor.
Não importa qual fé você professe. Nem qual seja sua filosofia de vida.
Ou a ideologia que defenda.
Foi o que me ensinou o livro mais lido em todos os tempos.
Mesmo sendo escrito por diferentes autores,em diferentes momentos da História da Humanidade.Apesar de sua inspiração ser questionada entre filósofos e outros estudiosos do "sagrado"; o considero fonte segura de conhecimentos gerais.
Sua mensagem principal é o amor.
E viver o amor é um ato de obediência, adoração,renúncias e devoção.



*Acima uma ilustração de Gênesis 22


*RITUAL: toda situação que envolve sequência de ações. Por exemplo: ao acordar escovar os dentes,lavar o rosto ou tomar banho,ir tomar o desjejum...trabalhar...

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Cantiga de Amigo (2)

 


Oh,amiga tão amada!

Onde poderia te encontrar?

Para sentadas à boca da noite

Na calçada,até tarde prosear

Amiga,louca saudade aperta

Este peito envelhecido geme

Escuto nossas falações

Ainda tão meninas

Quando ainda tínhamos ilusões

Amiga de minh'alma

As estradas nos afastou

Na memória,sua gaitada se eternizou

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Toque de Recolher

Houve um tempo em que todo o Planeta Terra foi convocado ao confinamento. Ninguém devia andar nas ruas sem um motivo plausível,p...